sicnot

Perfil

País

Fundador do PS Alfredo Barroso garante que pede hoje desfiliação partidária

O fundador do Partido Socialista Alfredo Barroso garantiu à agência Lusa que vai enviar hoje um e-mail ao partido a pedir a sua desfiliação partidária.

(SIC/Arquivo)

(SIC/Arquivo)

Em declarações à Lusa, Alfredo Barroso explicou que o e-mail será uma "mensagem muito simples", sem "justificações ou considerandos".

"Solicito a minha desfiliação do Partido Socialista com efeitos imediatos", será a mensagem que Alfredo Barroso disse que ará mandar ainda hoje.

Alfredo Barroso decidiu pedir a desfiliação deste partido alegando estar "envergonhado" com declarações recentes do secretário-geral socialista, António Costa, que acusa de ter prestado "vassalagem à China".

Na nota, publicada a 26 de fevereiro passado e intitulada "Depois da ignóbil 'chinesice' de Costa demito-me do PS, e é já", Barroso salienta que, aos 70 anos, quer "acabar a vida com alguma dignidade e coerência", situação que considera não ser "manifestamente possível" se continuar "a militar" no PS.

"Não podia continuar num partido estando constantemente a criticar a sua linha de atuação", começou por disser à Lusa, garantindo que desde há alguns anos que se tem contido na tomada da decisão de se desfiliar, mas que agora a "gota de água que fez transbordar o copo" foram as declarações do atual secretário-geral do partido.

Entretanto, António Costa, já lamentou a decisão de Alfredo Barroso de se demitir do PS, adiantando que procurará pessoalmente esclarecer o fundador do partido sobre a correta interpretação da sua intervenção perante a comunidade chinesa.

Esta posição foi transmitida recentemente à agência Lusa por António Costa, depois de Alfredo Barroso, antigo chefe da Casa Civil do Presidente da República Mário Soares, de quem também é familiar, ter anunciado a sua demissão do PS.

  • Ouvidas duas explosões junto ao estádio do Besiktas em Istambul

    Mundo

    Duas explosões foram ouvidas este sábado no lado europeu da cidade turca de Istambul, junto ao estádio de futebol do Besiktas, segundo agências de notícias internacionais. Até ao momento, sabe-se que pelo menos 20 pessoas ficaram feridas. A agência Reuters relata fumo a sair do recinto recentemente construído e fala ainda numa troca de tiros audível.

    Em desenvolvimento

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19