sicnot

Perfil

País

PCP quer que Passos esclareça a falta de pagamentos à Segurança Social

PCP quer que Passos esclareça a falta de pagamentos à Segurança Social

O PCP espera que o primeiro-ministro esclareça o caso da falta de pagamentos à Segurança Social antes do debate quinzenal agendado para 11 de Março. O líder parlamentar comunista diz que as explicações de Pedro Passos Coelho não convencem e, por isso, o partido já entregou, na Assembleia da República, um conjunto de perguntas que quer ver respondidas pelo primeiro-ministro.

  • Passos garante que está preparado para todo o tipo de ataques
    2:24

    País

    O primeiro-ministro voltou hoje a falar da polémica sobre a falta de pagamento à Segurança Social. No encerramento das jornadas parlamentares do PSD, Passos Coelho diz que está a ser alvo de ataques pessoais, que superam as questões políticas em ano eleitoral.Admite que falhou prazos de pagamento no passado, mas diz nunca se deixou influenciar por qualquer tipo de poder enquanto chefe do Governo.

  • Dívida de Passos à Segurança Social será superior ao que foi pago
    3:27

    País

    A dívida de Pedro Passos Coelho à segurança social seria superior a oito mil euros, já com juros de mora, e não os quatro mil, inicialmente referidos. As contas foram feitas pelo jornal Público. O diário assegura que as contas iniciais se basearam apenas no período entre 2002 e 2004. O primeiro-ministro quer agora dar o assunto por encerrado, apesar do pedido de explicações apresentado pelo PS.

  • "Nunca fui notificado", garante Passos Coelho
    2:14

    País

    Passos Coelho garante que nunca foi notificado de qualquer dívida à Segurança Social. O primeiro-ministro assegura que desconhecia a existência dessa dívida e diz também que quando soube, por terceiros, apressou-se a pagar os valores em dívida, apesar dela já ter prescrito. Passos Coelho considera ainda estranha a forma como tomou conhecimento do facto.

  • Passos afirma que não sabia de dívida à Segurança Social
    2:50

    País

    Durante cinco anos, o primeiro-ministro não fez os descontos que devia para a Segurança Social. Em comunicado, Passos alegou que não sabia que tinha de pagar. Já o ministro da Segurança Social, Pedro Mota Soares, falou de viva voz num "erro dos serviços". Em contraste, na oposição há quem diga que se trata de um caso muito grave.

  • Solução governativa à esquerda "devolveu tranquilidade à sociedade"
    0:58

    País

    O primeiro-ministro diz que a atual solução de Governo deve continuar tendo vantagens por ser como é. Ao Expresso, António Costa manifestou-se "muito satisfeito" com a solução governativa encontrada e afirmou que esta "não depende de haver ou não maioria" absoluta na próxima legislatura.

  • O regresso a casa depois do incêndio no Sardoal
    2:43