sicnot

Perfil

País

Defesa diz que não há base para acusação de burla no caso BPN

Defesa diz que não há base para acusação de burla no caso BPN

O ex-ministro Arlindo de Carvalho, o ex-banqueiro Oliveira Costa e outros cinco arguidos começaram hoje a ser julgados num processo extraído do caso BPN. Em causa estão crimes de burla qualificada, abuso de confiança, fraude fiscal agravada. O julgamento foi adiado várias vezes por causa da agenda do coletivo de juízes. À saída do tribunal, na interrupção para almoço, os advogados de alguns dos arguidos neste processo disseram que a acusação cai por terra no que diz respeito ao crime de burla.

  • Arlindo de Carvalho e Oliveira Costa julgados num processo extraído do caso BPN
    0:40

    País

    O julgamento do antigo ministro da Saúde Arlindo de Carvalho e do ex-banqueiro Oliveira Costa, por burla, abuso de confiança e fraude fiscal, num processo extraído do caso BPN, começa hoje na instância criminal de Lisboa.À chegada ao tribunal, João Nabais, advogado de Arlindo de Carvalho e José Neto, garante que os clientes que representa estão disponíveis para prestar todos os esclarecimentos. Além de Oliveira Costa e Arlindo de Carvalho, mais sete arguidos respondem por burla e fraude fiscal.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.