sicnot

Perfil

País

PCP envia novas perguntas a Passos sobre dívida à Segurança Social

O PCP vai enviar novas perguntas a Pedro Passos Coelho por considerar que houve "omissão" de alguns elementos em relação à dívida do primeiro-ministro à Segurança Social.

No documento, o Partido Comunista pede ao primeiro-ministro que esclareça que informações teve da Segurança Social, quanto ao período a que se referia a dívida prescrita, e em que data exata foi efetuado o pagamento dessa mesma dívida.

No documento, o Partido Comunista pede ao primeiro-ministro que esclareça que informações teve da Segurança Social, quanto ao período a que se referia a dívida prescrita, e em que data exata foi efetuado o pagamento dessa mesma dívida.

FERNANDO VELUDO / Lusa

No documento, o Partido Comunista pede ao primeiro-ministro que esclareça que informações teve da Segurança Social, quanto ao período a que se referia a dívida prescrita, e em que data exata foi efetuado o pagamento dessa mesma dívida. 

Às primeiras perguntas feitas pelo PCP, Passos Coelho respondeu que nunca fez descontos enquanto trabalhador independente. 

O Partido Comunista pergunta agora se alguma vez o primeiro-ministro questionou se o montante em dívida correspondia realmente ao montante dos descontos que devia ter feito. Os comunistas perguntam ainda que entidades o remuneraram durante o período em que estava obrigado a efetuar os descontos em dívida.
  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.