sicnot

Perfil

País

Avó e neta detidas por burlarem idoso em mais de 5,3 milhões de euros em Lisboa

A Polícia Judiciária (PJ) deteve duas mulheres, avó e neta, de 72 e 30 anos, suspeitas de burlarem um idoso em mais de 5,3 milhões de euros, em Lisboa, com recurso a uma procuração falsa.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Em comunicado hoje divulgado, a PJ diz que uma investigação levada a efeito ao longo de oito meses indicia que as detidas "terão falsificado uma procuração que deu poderes a uma delas para movimentar várias contas bancárias e apólices de seguro, num valor superior a cinco milhões de euros".

A nota acrescenta que uma das detidas se aproveitou da proximidade da vítima, de 81 anos - entretanto falecida -- e que se encontrava em condições de saúde "extremamente débeis", para forjar o documento, baseado num falso consentimento do idoso.

"Na posse da procuração forjada, as detidas mobilizaram, para contas próprias, todos os valores que pertenciam ao legítimo proprietário, que, entretanto, faleceu", explica o comunicado.

Durante as buscas domiciliárias, a PJ apreendeu mais de um milhão de euros em dinheiro e duas viaturas de elevado valor.

No decurso da investigação, foram ainda constituídos outros três arguidos.

As duas mulheres, indiciadas pelos crimes de burla qualificada, falsificação de documentos e branqueamento de capitais, ficaram sujeitas à medida de coação de prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial.
  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.