sicnot

Perfil

País

Marcelo Rebelo de Sousa diz que próximo Presidente da República deve criar consenso entre partidos

 O antigo líder do PSD Marcelo Rebelo de Sousa defendeu hoje que a característica mais importante do próximo Presidente da República deve ser a capacidade de criar consenso entre as diversas forças políticas. 

Arquivo SIC

Questionado pela agência Lusa se seria a pessoa com as características necessárias para avançar com uma candidatura à Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa respondeu que "na altura se ponderará".

 "Naquela ocasião se verá exatamente quem é que, em rigor, tem o dever de avançar e tem melhores condições para avançar, de acordo com um conjunto de características das quais a mais importante, a meu ver, é a capacidade para criar consenso nacional porque todos nós temos a noção de que vai ser difícil haver maiorias absolutas em outubro", disse em declarações à agência Lusa.

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou também que "há muito trabalho a fazer para estabelecer pontes e consertar feridas a partir de outubro deste ano".

O antigo líder dos sociais-democratas, e também comentador político, falava à margem da apresentação do livro "O meu Expresso", de Francisco Jaime Quesado, em Lisboa.

Esta semana, no prefácio do livro "Roteiros IX", que reúne as suas principais intervenções do último ano, o Presidente da República aponta a política externa como uma das principais funções do chefe de Estado, sublinhando a necessidade de coordenação e concertação com o Governo, porque "a voz de Portugal" deve ser a mesma.

"Assistiu-se neste início do século XXI, a um reforço do papel do Presidente no domínio da política externa de tal forma que esta é hoje uma das suas principais funções", refere o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, no documento divulgado na segunda-feira.

"Nos tempos que correm, os interesses de Portugal no plano externo só podem ser eficazmente defendidos por um Presidente da República que tenha alguma experiência no domínio da política externa e uma formação, capacidade e disponibilidade para analisar e acompanhar os 'dossiers' relevantes para o país", sublinha Cavaco Silva.

O Presidente da República disse hoje que não definiu nenhum perfil do seu sucessor no cargo, mas apenas chamou a atenção para a competência reforçada que hoje existe na política externa.



Lusa
  • Pinto da Costa internado após queda

    Desporto

    O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, sofreu uma queda e foi internado de urgência no Hospital de São João. O acidente já foi confirmado pelo clube em comunicado.

  • Bigode de Salvador Dalí está intacto, às "10 para as 10"

    Cultura

    O corpo do pintor surrealista catalão foi ontem exumado no Teatro-Museo de Figueres, por ordem de um tribunal de Madrid, para um exame de determinação de paternidade de Pilar Abel, que alega ser filha do artista. O pintor que morreu há 28 anos foi embalsamado e mumificado pelo que o corpo continua preservado e o famoso bigode levantado.

  • Mulher do primeiro-ministro japonês "é uma mulher fantástica mas não fala inglês"
    0:35

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos falou pela primeira vez sobre o segundo encontro que manteve com Vladimir Putin, durante a Cimeira do G20, em Hamburgo. Donald Trump explica que a conversa com o Presidente russo resultou de uma troca de lugares durante um jantar. Trump ficou ao lado da mulher do primeiro-ministro japonês, que não saberia falar inglês, e Melania estava sentada ao pé do Presidente da Rússia, Vladimir Putin.

  • "Octávio Machado foi a terceira escolha" para o cargo
    2:01
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • "Sempre me senti em casa em Portugal"
    1:11