sicnot

Perfil

País

Comissão Europeia atribui bolsas a nove investigadores portugueses

A Comissão Europeia anunciou hoje a atribuição de 372 bolsas de investigação científica, no valor total de 713 milhões de euros, entre as quais nove a investigadores em Portugal. 

© Stefan Wermuth / Reuters

As bolsas, que podem ascender até 2,75 milhões de euros cada uma, são atribuídas no âmbito do Horizonte 2020, programa de investigação e inovação da União Europeia (EU), sendo beneficiados investigadores de 38 nacionalidades.

De acordo com a lista hoje publicada, são atribuídas bolsas a nove investigadores principais a trabalhar em Portugal: João Barata, Bruno Santos e José Fernandes, do Instituto de Medicina Molecular; Vítor Cardoso, do Instituto Superior Técnico; Helena Machado e Margarida Ribeiro, do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra; Isabel Ferreira, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa; Luís Mora, da Fundação Calouste Gulbenkian; Cristina Pereira, do Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade Nova de Lisboa.

"Com estes projetos, estamos a fazer da Europa o laboratório do mundo. Os nossos investigadores mais extraordinários e criativos beneficiam de financiamento da UE e, por sua vez, a Europa beneficia todos os dias do seu investimento no conhecimento e nas pessoas", disse Carlos Moedas, Comissário para a Investigação, Inovação e Ciência, citado no comunicado de imprensa que deu conta da atribuição destas bolsas.

Lusa
  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.