sicnot

Perfil

País

Comissão Europeia atribui bolsas a nove investigadores portugueses

A Comissão Europeia anunciou hoje a atribuição de 372 bolsas de investigação científica, no valor total de 713 milhões de euros, entre as quais nove a investigadores em Portugal. 

© Stefan Wermuth / Reuters

As bolsas, que podem ascender até 2,75 milhões de euros cada uma, são atribuídas no âmbito do Horizonte 2020, programa de investigação e inovação da União Europeia (EU), sendo beneficiados investigadores de 38 nacionalidades.

De acordo com a lista hoje publicada, são atribuídas bolsas a nove investigadores principais a trabalhar em Portugal: João Barata, Bruno Santos e José Fernandes, do Instituto de Medicina Molecular; Vítor Cardoso, do Instituto Superior Técnico; Helena Machado e Margarida Ribeiro, do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra; Isabel Ferreira, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa; Luís Mora, da Fundação Calouste Gulbenkian; Cristina Pereira, do Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade Nova de Lisboa.

"Com estes projetos, estamos a fazer da Europa o laboratório do mundo. Os nossos investigadores mais extraordinários e criativos beneficiam de financiamento da UE e, por sua vez, a Europa beneficia todos os dias do seu investimento no conhecimento e nas pessoas", disse Carlos Moedas, Comissário para a Investigação, Inovação e Ciência, citado no comunicado de imprensa que deu conta da atribuição destas bolsas.

Lusa
  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18