sicnot

Perfil

País

Telecomunicações lideram queixas à Deco há mais de uma década

A Deco recebeu quase 550 mil queixas de consumidores no ano passado, mais 9,5% do que em 2013, e o setor das telecomunicações voltou a liderar as reclamações pelo 12.º ano consecutivo.

Dos 549.209 contactos à Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor feitos no ano passado, que resultaram em quase 19 mil processos de mediação e incluíram mais de 3.500 denúncias, os setores mais reclamados pelos consumidores foram, além das telecomunicações, a compra e venda, os serviços de interesse geral, banca e seguros.

A grande novidade, disse ironicamente Ana Tapadinhas, da Deco, é a posição das telecomunicações na lista de queixas, que há mais de uma década são o setor mais reclamado, registando em 2014 quase 60 mil reclamações, a maioria devido a dupla faturação, práticas agressivas ou enganosas dos comerciais, publicidade enganosa e a fidelização.

No ano passado, e ao contrário de 2013, o segundo setor mais reclamado foi o da compra e venda (28 mil queixas), em especial por causa das vendas 'online', à distância e porta a porta, quando no ano anterior tinha sido o setor dos serviços de interesse geral, que agora passou para terceiro lugar.

Nos serviços de interesse geral, num total de quase 27 mil queixas, os mais reclamados foram os associados ao fornecimento de energia, a mudança de comercializador de energia, nomeadamente prazos para a mudança, dupla faturação e práticas enganosas e fraude nos contadores.

A banca foi motivo de 26 mil queixas, das quais 2.753 de clientes do BES lesados, tendo a Deco interposto duas ações judiciais, para exigir que os consumidores sejam indemnizados das perdas. 

As estatísticas da Deco foram divulgadas nas vésperas do Dia Mundial dos Direitos do Consumidor, que se celebra a 15 de março.

Lusa

  • Deco alerta para abusos nas telecomunicações
    2:15

    País

    A Deco alerta para abusos das empresas de telecomunicações e já entregou no Ministério da Economia o pedido de alterações das leis. Só no ano passado esta entidade recebeu 5 mil pedidos de ajuda nesta área.

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.