sicnot

Perfil

País

Homem detido no Aeroporto de Lisboa com mais de 2.500 doses de cocaína

Um homem de 52 anos foi detido no Aeroporto de Lisboa com mais de 2.500 doses de cocaína, quando se preparava para embarcar, anunciou hoje a Polícia de Segurança Pública (PSP).

(Lusa/Arquivo)

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP explicou que o suspeito "transportava dissimulado na zona da cintura" o produto estupefaciente, o qual daria para 2.533 doses individuais de cocaína.

Aquando da detenção, que ocorreu em flagrante delito, na noite de sexta-feira, a polícia apreendeu ainda dois telemóveis, um 'tablet', 505 euros, 75 reais e 1.000 cruzeiros.

O homem foi presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal da Comarca de Lisboa, tendo o juiz de instrução criminal determinado a medida de coação de prisão preventiva.

Lusa
  • Um dos conflitos mais sangrentos e esquecidos do planeta pelo olhar de uma portuguesa
    3:20

    Mundo

    A guerra do Congo, que opõe milícias rebeldes ao regime de Kabila, já dura há 20 anos e fez seis milhões de mortos, quatro milhões de deslocados internos e um número crescente de refugiados. Um dos conflitos mais sangrentos e esquecidos do planeta tem levado milhares de civis a passar a fronteira para Angola. A médica portuguesa Ana Paula Cruz testemunhou o drama silencioso dos congoleses nos campos de refugiados da Lunda Norte.

  • "Este é o elefante na sala sobre a saúde!"
    1:43

    País

    Catarina Martins acusa o Governo de estar alinhado com a direita na promoção de negócios privados na área da saúde. O Bloco de Esquerda quer uma nova lei de bases aprovada até ao final da legislatura e arrancou ontem com um ciclo nacional de sessões públicas para defender o Serviço Nacional de Saúde.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05