sicnot

Perfil

País

Provas da Meia Maratona de Lisboa condicionam trânsito

As provas desportivas da 25.ª Meia Maratona de Lisboa, que se realizam no próximo fim de semana, vão condicionar o trânsito em algumas zonas da capital e do concelho de Oeiras, a partir deste sábado.

(Lusa/Arquivo)

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública (PSP) informa que, entre as 23:00 de sábado e as 17:00 de domingo, vai cortar a circulação na Avenida da Índia, entre os viadutos metálicos de Alcântara e os de Pedrouços, junto à Fundação Champalimaud, com o desvio de trânsito a ser feito para a Avenida Brasília.

A partir das 09:30 de sábado realiza-se a "Corrida Vitalis" (7.000 metros), com concentração e partida junto ao Estádio Nacional - Praça da Maratona (Oeiras), seguindo em direção à Cruz Quebrada, Avenida da Índia e à meta instalada na Praça do Império (Belém).

Duas horas mais tarde começa o "Passeio Avós e Netos" (4.000 metros), com concentração junto ao Museu da Eletricidade, o qual decorrerá ao longo da Avenida Brasília até ao viaduto de Alcântara, regressando os participantes novamente ao Museu da Eletricidade.

Da parte da tarde, haverá a concentração junto ao Museu da Eletricidade para a "Prova Mini Campeões" (1.500 metros), com início previsto para as 16:00, seguindo depois até próximo da Cordoaria Nacional e regresso ao local de partida.

No domingo, com início às 10:30, realizam-se a 25.ª Meia Maratona Internacional de Lisboa e a Mini Maratona, com partidas, em simultâneo, desde a Ponte 25 de Abril. Entre as 10:15 e as 10:30 têm início em Algés/Dafundo -- Avenida da Marginal, as provas para deficientes motores em cadeira de rodas. 

Segundo a polícia, das 08:00 às 15:00, a circulação estará cortada junto à Estação da CP de Algés, com o encerramento da Avenida Marginal até ao Alto da Boa Viagem.

Às 09:00 será encerrada a Praça do Império (Belém) e a Ponte 25 de Abril nos dois sentidos, com previsível abertura após as 13:00.

Pelas 09:15, a polícia vai cortar o trânsito na ligação da Autoestrada A5 à Ponte 25 de Abril, no IP7 (Eixo Norte/Sul) na última saída para Monsanto e no acesso à ponte a partir da Avenida de Ceuta.

Às 09:40 serão vedados os acessos à Avenida 24 de Julho e a circulação na zona do Cais do Sodré.

"Os elétricos, bem como o trânsito em geral, deixarão de passar defronte dos Jerónimos a partir das 09:00 (domingo). Os elétricos invertem junto aos Pastéis de Belém, no retorno à Praça do Comércio, ficando inoperacionais em direção a Algés", informa a polícia.

A 25.ª Meia Maratona de Lisboa, organizada pelo Maratona Clube de Portugal, conta este ano com a presença de cerca de 35.000 participantes.

Lusa
  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.