sicnot

Perfil

País

CDS-PP quer reforço de avisadores sonoros em passadeiras de Lisboa

O vereador do CDS-PP na Câmara de Lisboa vai propor na terça-feira que sejam reforçados os avisadores sonoros nas passadeiras da cidade, nomeadamente junto às saídas dos transportes, de forma a facilitar os acessos a cegos.

© Rafael Marchante / Reuters

Para isso, o vereador centrista, João Gonçalves Pereira, propõe que a Direção Municipal de Mobilidade e Transportes faça um levantamento das passadeiras com semáforos "nomeadamente, junto às saídas das estações de Metropolitano, interfaces de transportes e mesmo junto a alguns estabelecimentos de ensino, avaliando tecnicamente a possibilidade de colocar os referidos avisadores sonoros", refere a moção a que a agência Lusa teve hoje acesso.

"Esta avaliação deve ser feita em articulação com as associações de deficientes invisuais, que poderão sinalizar prioridades e necessidades mais veementes, respondendo assim aos anseios destes cidadãos", sustenta o autarca no documento.

Quanto ao financiamento destas intervenções, o centrista defende que se deve "reafetar parte da verba necessária inscrita nas Grandes Opções do Plano 2015/2018".

Esta moção surgiu após uma reunião entre o gabinete da vereação do CDS-PP e a delegação de Lisboa da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO).

Em declarações à agência Lusa, o presidente da delegação de Lisboa da ACAPO, Paulo Santos, explicou que a medida possibilita que "as pessoas cegas tenham mais autonomia para poder fazer o atravessamento das ruas".

"É conveniente que num cruzamento haja dois tipos de sons sonoros, um para o sinal verde e outro para o vermelho" e, no caso de não se poder atravessar, "haver um tipo de som com intermitências", apontou Paulo Santos.

O responsável explicou que este sistema já existe na zona central da cidade -- Marquês de Pombal, Avenida da Liberdade e Saldanha --, porém na Avenida Almirante Reis e no Cais do Sodré, por exemplo, isso não se verifica.

Segundo números da ACAPO, a medida iria beneficiar entre 300 a 400 invisuais e amblíopes que circulam diariamente em Lisboa.

Na moção, o CDS-PP recorda que entre 2008 e 2010, a Câmara de Lisboa (de maioria socialista) efetuou várias intervenções para melhorar as condições de acessibilidade, entre as quais a correção da localização das passagens de peões, a melhoria da sinalização horizontal, a correção dos lancis, a instalação de gradeamento para encaminhar os peões entre passagens e a introdução de avisadores sonoros em cruzamentos com semáforos.

 "O CDS-PP defende que a autarquia deve continuar a implementar este tipo de medidas de segurança rodoviária, [...] sempre com o objetivo de garantir um usufruto mais alargado do espaço público por crianças, idosos e pessoas com vários tipos de incapacidade, rumo a uma cidade cada vez mais inclusiva", lê-se ainda no documento que será debatido na reunião camarária de terça-feira.

Lusa
  • Habitantes de Almeida barricaram-se durante seis horas em agência da CGD
    2:31

    País

    Perto de 100 pessoas estiveram esta quarta-feira barricadas na agência da Caixa Geral de Depósitos em Almeida, distrito da Guarda. O protesto contra o encerramento da agência só terminou quase seis horas depois, com a garantia que os autarcas serão recebidos na próxima terça-feira pela Administração do banco público. 

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Trump volta a apelar ao fim do programa nuclear de Pyongyang
    1:43

    Mundo

    Donald Trump voltou a apelar à Coreia do Norte para que abandone o programa nuclear e opte pela via do diálogo. O Presidente dos Estados Unidos chamou à Casa Branca, para uma reunião extraordinária, todos os senadores norte-americanos para serem informados sobre a atual crise com a Coreia do Norte.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Papa apelou à revolução da ternura
    0:52
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • Diário de John F. Kennedy vendido por 660 mil euros

    Mundo

    Um diário escrito por John F. Kennedy quando jovem, durante uma curta passagem pelo jornalismo, depois da II Guerra Mundial, foi vendido por mais de 700 mil dólares (642 mil euros), informou esta quarta-feira uma casa de leilões.