sicnot

Perfil

País

Quercus denuncia morte de abutre preto por envenenamento em Vila Velha de Ródão

A associação ambientalista Quercus denunciou hoje a morte de um abutre preto por envenenamento, na zona de Vila Velha de Ródão.

© Albert Gea / Reuters

O ambientalista explicou que a ave recolhida pelo Serviço de Protecção da Natureza e Ambiente (SEPNA) ainda deu entrada no Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens (CERAS) de Castelo Branco com vida, mas acabou por morrer.

O abutre preto é a maior ave planadora que acorre a Portugal.

"Nesta época do ano, com o fim da época de caça, ficam centenas de animais abandonados na região, que com fome podem atacar os rebanhos e até pessoas. Muitas vezes, os criadores de gado e caçadores colocam venenos para matar estes animais abandonados, que acabam por morrer e provocar outras vítimas, como aves e mamíferos selvagens", adiantou.

Samuel Infante sublinha que o envenenamento é crime e representa um problema grave de saúde pública e para a biodiversidade.

Lusa