sicnot

Perfil

País

Passos Coelho e Ferro Rodrigues em debate crispado, com dois deputados do PS pelo meio

O líder parlamentar do PS condenou hoje a forma como o primeiro-ministro se referiu ao dirigente socialista João Galamba, enquanto Passos Coelho invocou o deputado do PS Agostinho Santa para rejeitar a partidarização na administração pública.

M\303\201RIO CRUZ

Os nomes dos deputados socialistas João Galamba e Agostinho Santos (apesar de Passos Coelho não ter referido o seu nome) vieram à baila no debate quinzenal, durante as fases mais crispadas entre o primeiro-ministro e o presidente do Grupo Parlamentar do PS, Ferro Rodrigues.

Na sua última intervenção, depois de se referir ao caso da lista de contribuintes VIP, Ferro Rodrigues atacou o executivo PSD/CDS pela política de nomeações para cargos de direção na administração pública.

"Nunca se viu uma partidarização tão grande na administração pública como agora", disse - uma acusação imediatamente negada por Pedro Passos Coelho, que apontou o exemplo da nomeação do deputado socialista Agostinho Santa, após ter sido candidato ao lugar de inspetor-geral adjunto de educação.

"Não só não existe nenhuma partidarização da administração pública, como há inúmeros exemplos que o atestam. Fique o senhor deputado (Ferro Rodrigues) a saber que na sua bancada há pelo menos uma pessoa que é deputado e que, enquanto for deputado, não assumirá o lugar de direção para o qual foi selecionado e escolhido", apontou o primeiro-ministro, antes de contrapor que o anterior sistema em vigor nos anteriores governos socialistas é que "permitiam a escolha político-partidária".

Já o caso com João Galamba surgiu depois de o primeiro-ministro reagir a apartes que estavam a ser feitos pelo membro do Secretariado Nacional do PS enquanto justificava a sua tese de que o país se encontrava em trajetória de recuperação.

"Não sei quem é o deputado excitado que está sempre? Ah, é o senhor deputado Galamba, mais uma surpresa neste debate", comentou Pedro Passos Coelho, com a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, a advertiu que "os apartes sistemáticos boicotam a intervenção do orador".

Ferro Rodrigues reagiu depois com violência a este episódio: "A deselegância política e pessoal do primeiro-ministro em relação ao deputado João Galamba não tem nenhuma espécie de aliança nesta bancada".

"O senhor primeiro-ministro tem de respeitar todos os deputados, um a um. E o deputado João Galamba é um grande deputado deste parlamento", defendeu o presidente da bancada do PS.

Lusa
  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC