sicnot

Perfil

País

Quatro detidos e 22 quilogramas de heroína apreendidos pela PSP na zona de Lisboa

A polícia anunciou hoje a detenção de quatro homens e a apreensão de cerca de 22 quilogramas de heroína, avaliados em 700.000 euros, que seriam para venda na Área Metropolitana de Lisboa, e de quase 98.000 euros em dinheiro.

Arquivo LUSA

A investigação, levada a cabo pela Divisão Policial de Loures, durante cerca de um ano, permitiu deter esta semana os quatro elementos, com idades entre os 49 e os 62 anos, suspeitos da prática do crime de tráfico de estupefaciente na zona do Seixal, Odivelas, Amadora e Sintra.

"Pensamos ter detido os responsáveis pela introdução e venda direta do produto estupefaciente nesses concelhos da Área Metropolitana de Lisboa e, desse ponto de vista, esta rede estará desmantelada", explicou o subintendente Resende da Silva, comandante da Divisão Policial de Loures, em conferência de imprensa no Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP, em Moscavide.

A heroína apreendida daria para 221.650 doses individuais, as quais, segundo o oficial, terá um valor de mercado, "numa avaliação feita por baixo, a rondar os 700.000 euros", sendo uma das maiores apreensões de heroína efetuada na área do Cometlis.

"Esta apreensão tem muita importância e já está a ter um alcance e um impacto muito grandes no sentimento de segurança da população, tendo em conta, também, toda a criminalidade associada", sublinhou o subintendente.

Resende da Silva escusou-se a revelar o país europeu de origem da droga, mas explicou que a mesma chegava a Portugal por via terrestre, através de Espanha. 

A heroína era posteriormente levada para várias casas/armazéns na Área Metropolitana de Lisboa, nas quais era preparada, saindo depois diretamente para o mercado.

No cumprimento de oito buscas domiciliárias, foi ainda possível apreender 100 doses de cocaína, 693 gramas de produto de "corte", três armas de fogo ilegais (dois revólveres e uma espingarda caçadeira, que havia sido furtada no Algarve), uma viatura, um moinho, duas balanças de precisão e vários telemóveis.

A investigação teve início na freguesia da Pontinha, concelho de Odivelas.

Os quatro suspeitos já tinham todos antecedentes criminais por tráfico de droga, desconhecendo-se qualquer atividade profissional ou alguma relação familiar entre os mesmos, de acordo com o comandante da Divisão Policial de Loures.

Os detidos vão ser hoje presentes ao Tribunal Judicial da Comarca Norte - Loures, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das respetivas medidas de coação.


Lusa
  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.