sicnot

Perfil

País

Barras de S. Martinho do Porto e Esposende fechadas devido à agitação marítima

De acordo com a Marinha portuguesa, as barras de São Martinho do Porto e Esposende estão fechadas à navegação e as da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde estão condicionadas.

"O infortúnio de uns foi a nossa sorte", referiu o presidente da Câmara de Esposende (Arquivo Lusa)

"O infortúnio de uns foi a nossa sorte", referiu o presidente da Câmara de Esposende (Arquivo Lusa)

LUSA

A barra de Vila do Conde está condicionada e a Marinha aconselha as embarcações até 12 metros de comprimento e/ou calado inferior a dois metros a praticarem a barra no período compreendido entre as duas horas antes e duas horas após a preia-mar.

As embarcações com comprimento superior a 12 metros e/ou calado superior a dois metros, apenas podem praticar a barra de Vila do Conde no período da preia-mar.

A barra marítima da Póvoa do Varzim está aberta a embarcações com calado superior a dois metros, duas horas antes e duas horas depois da preia-mar, devido à previsão de agitação marítima.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje na costa ocidental ondas de noroeste com 2 a 2,5 metros, diminuindo para 1,5 a 2 metros.

Na costa sul prevê-se ondas de sudoeste com 1 metro, passando a ondas de sueste com 1 a 2 metros a partir do meio da manhã.


Lusa
  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.