sicnot

Perfil

País

Conselho da Europa proíbe patrões de vigiar empregados nas redes sociais

Conselho da Europa proíbe patrões de vigiar empregados nas redes sociais

As empresas estão proibidas de aceder aos emails dos trabalhadores e também não pode utilizar o que funcionários escrevem nas redes sociais para os despedir. É esta a ultima diretiva do Conselho da Europa que Portugal vai adotar. Em Portugal, já houve varios trabalhadores depedidos por causa de comentários que colocaram no Facebook.

  • Tribunal dita despedimento de trabalhador que publicou ofensas no facebook
    1:49

    País

    O tribunal do trabalho de Matosinhos deu razão ao empregador que alega justa causa no despedimento de um trabalhador por ofensas publicadas no facebook. O funcionário alega que o grupo onde fez as publicações era fechado e só de uma forma abusiva ou alguém infiltrado poderia ter acesso aos comentários. Contactado pela Sic, o advogado do funcionário diz que vai recorrer da sentença.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão