sicnot

Perfil

País

Portugal em 88º lugar no Índice da Felicidade 2015

Portugal está classificado na 88ª posição de um conjunto de 158 países avaliados no Índice da Felicidade 2015, que coloca a Suíça, a Islândia e a Dinamarca no pódio das nações mais felizes este ano.

© Luke MacGregor / Reuters

Apresentado pelos economistas Jeffrey Sachs, da Universidade de Columbia, Richard Layard, da London School of Economics e John Helliwell, da Universidade da Columbia Britânica, o World Happiness Report foi publicado pela primeira vez em 2012, e divulga um conjunto de indicadores que, dizem os autores, permitem aferir da felicidade das nações.

Recorrendo a parâmetros definidos pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) para definir o 'bem-estar subjetivo' de cada pessoa, o relatório deste ano usa inquéritos feitos aos cidadãos de cada um dos 158 países analisados, para além de outros indicadores.

De acordo com o ranking, os cinco países com maior índice de felicidade são a Suíça, Islândia, Dinamarca, Noruega e Canadá, com Portugal a aparecer na 88ª posição.

Entre os lusófonos, o destaque vai para o Brasil, que encabeça o grupo, na 16ª posição, ao passo que o próximo lusófono é Portugal (88º lugar) e Moçambique, na 94ª posição.

Angola, na 137ª posição, termina a lista de países lusófonos citados no documento.


Lusa
  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.