sicnot

Perfil

País

Estudo revela que há mais incêndios em Portugal do que noutros países da Europa

Portugal registou mais de um terço dos incêndios nos países da bacia do Mediterrâneo, cerca de 10 mil em 19 mil contabilizados entre 2000 e 2013, segundo um estudo divulgado hoje pela Universidade de Vila Real.

reuters

Mário Gonzalez Pereira e Mallik Amraoui, investigadores do Centro de Investigação e de Tecnologias Ambientais e Biológicas (CITAB), da academia transmontana, colaboraram na realização de um estudo que incidiu sobre países do Mediterrâneo.

Para além de Portugal, foram analisados dados de Espanha, Itália, Grécia e França, que permitiram aos especialistas conhecer as dinâmicas dos fogos, a recorrência e qual o tipo de vegetação que mais arde.

O trabalho revelou que Portugal contabilizou "mais de um terço do número total de incêndios da Europa e um pouco menos de um terço do total de área ardida". 

Segundo dados da União Europeia, no período entre 2000 e 2013, verificaram-se quase 19 mil fogos florestais nos países da Bacia do Mediterrâneo (Portugal, Espanha, França, Itália e Grécia), sendo que mais de 10 mil (53,4%) ocorreram em Portugal continental. 

Em termos de área ardida, contabilizaram-se quase 3,5 milhões de hectares ardidos, dos quais 1,3 milhões (37,7%) foram em território continental. 

"É um valor muito elevado que ainda é mais exacerbado se tivermos em conta a relativa pequena dimensão do país face aos outros países com que estamos aqui a comparar, nomeadamente com Espanha," afirmou, em comunicado, o investigador Mário Gonzalez. 

Tendo em conta a dimensão de Portugal continental, este valor corresponde a 14,7% do território nacional. 

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.