sicnot

Perfil

País

Médica que tentou roubar ourivesaria condenada a 2 anos com pena suspensa

Uma médica acusada de ter tentado assaltar, em 2011, uma ourivesaria em Lisboa, foi hoje condenada a dois anos de prisão, com pena suspensa por igual período, e ao pagamento de uma indeminização superior a 2.000 euros.

Arquivo SIC

A arguida, médica legista, de 51 anos, estava acusada de um crime de roubo agravado na forma tentada, de um crime de detenção de arma proibida e de uma contraordenação.

O tribunal deu como provado que a mulher entrou na ourivesaria, situada no Centro Comercial Roma, e, depois de atirar gás pimenta para a cara da funcionária, tentou fugir com várias joias, no valor total de 7.200 euros, que tinham sido colocadas em cima do balcão.

 "A arguida estava na posse de todas as suas faculdades mentais", disse a juíza, sublinhando que pelo depoimento das testemunhas se provou que a médica "estava consciente dos seus atos" e mostrava "rapidez de raciocínio".

Assim, o tribunal condenou a médica a uma pena suspensa de prisão de dois anos, pelo facto de não ter antecedentes criminais, pelo crime de roubo agravado, e ao pagamento de uma indeminização cível de 2.000 euros à funcionária agredida, por danos não patrimoniais, e de 147 euros ao hospital que atendeu esta vítima.

A arguida -- que não esteve hoje presente em tribunal - foi ainda condenada a uma multa de 1.500 euros pelo crime de detenção de arma proibida (gás pimenta), a uma coima de 700 euros devido a uma contraordenação (posse de uma réplica de arma de fogo) e fica obrigada a participar num plano individual de readaptação social.

No final da sessão, em declarações aos jornalistas, o advogado da médica, João Martins Leitão, reconheceu que a decisão não o deixou surpreendido e que ainda irá ponderar se avançará ou não com recurso.

"O tribunal entendeu desta forma e há que respeitar. A procissão ainda vai no adro e teremos de ponderar com sensatez se iremos ou não recorrer", declarou.


Lusa
  • Primeiro-ministro agradece sacrifícios dos portugueses
    0:46

    Economia

    O primeiro-ministro diz que os números do INE em relação ao défice de 2016 são prova de que havia uma alternativa e deixou uma palavra de agradecimento aos portugueses. As declarações de António Costa foram feiras aos jornalistas em Roma, onde se encontra para assinalar no sábado os 60 anos da União Europeia.

  • Jerónimo diz que UE vai continuar a causar constrangimentos a Portugal
    0:35

    Economia

    Esta sexta-feira na inauguração de uma exposição em Almada que denuncia a precariedade dos postos de trabalho, Jerónimo de Sousa falou sobre o défice de 2016. Para o secretário-geral do PCP, apesar do Governo ter ido além do exigido por Bruxelas, a União Europeia vai continuar a impedir Portugal de crescer.

  • Enfermeiros desconvocam greve

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) desconvocou esta sexta-feira a greve geral nacional marcada para quinta e sexta-feira da próxima semana, anunciou o presidente da estrutura, justificando com os compromissos assumidos pelo Ministério da Saúde.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33

    País

    O Comissário Europeu da Saúde defende uma proibição total do consumo de tabaco no espaço público. Esta e outras medidas foram defendidas, ontem, na Conferência Tabaco e Saúde da Liga Portuguesa Contra o Cancro. 

  • Visitar o Titanic vai custar 97 mil euros por pessoa

    Mundo

    Uma viagem a bordo do Titanic em 1912 era considerada uma viagem de luxo. Mais de 100 anos depois, continua a ser um luxo visitar o Titanic. Em 2018, vai ser possível conhecer os restos daquele que em tempos foi o maior navio do mundo. Contudo, nem todos vão poder fazê-lo, pois a viagem irá custar cerca de 97 mil euros por pessoa.