sicnot

Perfil

País

Francisco Pinto Balsemão faz votos para que Passos volte a ser primeiro-ministro

Francisco Pinto Balsemão faz votos para que Passos volte a ser primeiro-ministro

Francisco Pinto Balsemão lembrou hoje ao partido que o PSD tem uma existência própria, muito para além das coligações que tenha de fazer. No fecho das comemorações dos 40 anos do partido, o militante número um dos sociais democratas elogiou Passos Coelho e fez votos para que ele volte a ser primeiro-ministro, durante os próximos quatro anos.

  • Mensagens escritas de Costa e Portas marcaram debate quinzenal
    4:02

    País

    Pedro Passos Coelho reagiu esta quarta-feira à polémica sobre o meio usado por Paulo Portas para se demitir, no verão de 2013, afirmando que nunca na vida enxovalhou ninguém, "muito menos o líder do principal partido da oposição", numa troca involuntária de estatuto ao líder do CDS. O primeiro-ministro reagia a uma provocação de Catarina Martins, durante o debate quinzenal desta quarta-feira, na Assembleia da República, onde as mensagens de telemóvel assumiram protagonismo político.

  • CDS esclarece que Portas não pediu demissão por SMS
    3:39

    País

    Pela primeira vez., Pedro Passos Coelho explica o que aconteceu na crise política de 2013, numa versão que já está a provocar incómodo no CDS. Na biografia autorizada, lançada esta terça-feira, o primeiro-ministro revela, por exemplo, que foi informado da demissão de Paulo Portas por SMS. Uma versão da história que contrasta com a informação revelada pela SIC, há um ano, numa das reportagens que retratavam os dias da troika em Portugal. O gabinete de imprensa do CDS enviou uma nota sobre o conteúdo da biografia de Passos Coelho, onde o partido esclarece que o pedido de demissão foi formalizado por carta, sem fazer qualquer referência a um eventual SMS. Paulo Portas admite que se terá tratado de um "lapso" da autora, ao qual não atribuiu importância.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagas as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Presidente da Câmara de Nova Iorque confirma "atentado terrorista falhado"
    0:29
  • Israel volta a bombardear posições do Hamas em Gaza

    Mundo

    O exército israelita voltou a bombardear esta segunda-feira posições do movimento Hamas na Faixa de Gaza em resposta ao lançamento de projéteis em direção a Israel pelas milícias palestinianas, informou um comunicado militar.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.