sicnot

Perfil

País

Advogado de arguidos da operação "Fazenda Branca" espera a não decretação de prisão preventiva

Advogado de arguidos da operação "Fazenda Branca" espera a não decretação de prisão preventiva

As nove pessoas detidas esta quarta-feira, no âmbito da operação Fazenda Branca, estão no Tribunal de Instrução Criminal do Porto para serem ouvidas na primeira instância. Em causa, estão vários crimes fiscais e um alegado esquema que terá permitido a fuga ao pagamento de IVA e IRC, que pode ter lesado o Estado em dezenas de milhões de euros. Entre os arguidos, está o proprietário da Feira dos Tecidos, o gerente e o contabilista, suspeitos de branqueamento de capitais, associação criminosa e fraude fiscal. O advogado que representa quatro dos nove arguidos deste processo diz que que não há fundamento para os crimes de branqueamento de capitais e associacão criminosa, bem como perigo de fuga. Pedro Marinho Falcão espera, por isso, que não seja decretada a prisão preventiva aos arguidos.

  • Porque abanam as bancadas
    9:37