sicnot

Perfil

País

Passos defende que governação a três não iria funcionar

Pedro Passos Coelho fecha a porta a uma coligação com o Partido Socialista. Numa entrevista que deu ao semanário Sol e que é publicada esta sexta-feira, o primeiro-ministro diz que uma governação a três não teria condições para funcionar.

Sobre as Legislativas, Passos diz que o objetivo é que a coligação renove a maioria, e em jeito de discurso de campanha eleitoral, critica o PS e as propostas de António Costa.

Sobre as Legislativas, Passos diz que o objetivo é que a coligação renove a maioria, e em jeito de discurso de campanha eleitoral, critica o PS e as propostas de António Costa.

MIGUEL A. LOPES / Lusa

"Não há qualquer hipótese de governo com o PS", é a frase citação de título com que o Sol destaca a entrevista na edição online.

Sobre as Legislativas, Passos diz que o objetivo é que a coligação renove a maioria, e em jeito de discurso de campanha eleitoral, critica o PS e as propostas de António Costa.
 
Pedro Passos Coelho responde ainda à polémica sobre o SMS de Paulo Portas, assume momentos de divergência na coligação e até diz que nem sempre foi fácil ultrapassá-las.

Estes são apenas alguns excertos divulgados da grande entrevista a Pedro Passos Coelho.
  •  António Costa aconselha "humildade democrática" ao primeiro-ministro
    0:49

    País

    António Costa acusa o Governo de teimosia e de radicalismo ideológico ao insistir na privatização da TAP. Depois de Passos Coelho ter acusado o líder do PS de "imaturidade democrática", António Costa aconselha "humildade democrática" ao primeiro-ministro e lamenta que tenha rejeitado todas as oportunidades que o PS lhe deu para um acordo político.

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".

  • O regresso a casa depois do incêndio no Sardoal
    2:43
  • Cerca de 20 mil portugueses vivem em Barcelona
    1:44