sicnot

Perfil

País

Passos defende que governação a três não iria funcionar

Pedro Passos Coelho fecha a porta a uma coligação com o Partido Socialista. Numa entrevista que deu ao semanário Sol e que é publicada esta sexta-feira, o primeiro-ministro diz que uma governação a três não teria condições para funcionar.

Sobre as Legislativas, Passos diz que o objetivo é que a coligação renove a maioria, e em jeito de discurso de campanha eleitoral, critica o PS e as propostas de António Costa.

Sobre as Legislativas, Passos diz que o objetivo é que a coligação renove a maioria, e em jeito de discurso de campanha eleitoral, critica o PS e as propostas de António Costa.

MIGUEL A. LOPES / Lusa

"Não há qualquer hipótese de governo com o PS", é a frase citação de título com que o Sol destaca a entrevista na edição online.

Sobre as Legislativas, Passos diz que o objetivo é que a coligação renove a maioria, e em jeito de discurso de campanha eleitoral, critica o PS e as propostas de António Costa.
 
Pedro Passos Coelho responde ainda à polémica sobre o SMS de Paulo Portas, assume momentos de divergência na coligação e até diz que nem sempre foi fácil ultrapassá-las.

Estes são apenas alguns excertos divulgados da grande entrevista a Pedro Passos Coelho.
  •  António Costa aconselha "humildade democrática" ao primeiro-ministro
    0:49

    País

    António Costa acusa o Governo de teimosia e de radicalismo ideológico ao insistir na privatização da TAP. Depois de Passos Coelho ter acusado o líder do PS de "imaturidade democrática", António Costa aconselha "humildade democrática" ao primeiro-ministro e lamenta que tenha rejeitado todas as oportunidades que o PS lhe deu para um acordo político.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.