sicnot

Perfil

País

Advogado refaz expedição feita há 400 anos por português no rio Amazonas

O advogado e explorador Antônio Bacelar Carrelhas está a refazer parte do trajeto que o sertanista e militar Pedro Teixeira fez há séculos e navegará, no total, mais de cinco mil quilômetros pelo rio Amazonas, norte do Brasil.

A segunda parte da expedição fluvial começou no último domingo, num navio da Marinha brasileira, e tem término previsto para o dia 4 de junho. A viagem passará por 12 cidades brasileiras no percurso e, na primeira etapa, conta com a presença do embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Ribeiro Telles, e do adido de Defesa da embaixada, coronel António Salgueiro.

A segunda parte da expedição fluvial começou no último domingo, num navio da Marinha brasileira, e tem término previsto para o dia 4 de junho. A viagem passará por 12 cidades brasileiras no percurso e, na primeira etapa, conta com a presença do embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Ribeiro Telles, e do adido de Defesa da embaixada, coronel António Salgueiro.

© Enrique Castro-Mendivil / Reuters

A segunda parte da expedição fluvial começou no último domingo, num navio da Marinha brasileira, e tem término previsto para o dia 4 de junho. A viagem passará por 12 cidades brasileiras no percurso e, na primeira etapa, conta com a presença do embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Ribeiro Telles, e do adido de Defesa da embaixada, coronel António Salgueiro.   

As paragens nas cidades incluem conferências, exposições, mostras de vídeo e distribuição de um livro infanto-juvenil sobre a vida de Pedro Teixeira (1570-1641), com o objetivo de demonstrar a importância do sertanista para a construção territorial do Brasil. 

O embaixador de Portugal afirmou que a importância da expedição está no seu "resgate histórico", por dar a conhecer a obra de Teixeira no Amazonas. 

"O Carrelhas tem dado um contributo notável para que brasileiros e portugueses reconheçam a vida dele [Teixeira] e o que fez pelo Brasil em nome de Portugal", disse. 

A primeira parte da expedição ocorreu entre 16 e 31 de agosto de 2014, e passou por 11 cidades, desde Tabatinga, no extremo oeste brasileiro e fronteira com a Colômbia, até Manaus, a capital do Estado do Amazonas. A segunda etapa continuará o caminho até a Belém, no Pará, cidade em que o rio Amazonas tem sua foz, e que teve Pedro Teixeira como um de seus fundadores.   

Bacelar Carrelhas contou à Lusa que a ideia da expedição surgiu das viagens que tem feito pelo interior do Brasil em busca das reminiscências de Portugal, especialmente de duas que realizou para a Amazônia em 2008.

 "Senti que, ainda no século 21, essas viagens são muito difíceis. Comecei a me questionar sobre a realidade de 400 anos atrás e me deparei com personagens importantes para a história, mas ainda pouco conhecidos, como o Pedro Teixeira, que, tomando posse da Amazônia, deu ao Brasil uma parte grande de seu território", disse.

Pedro Teixeira foi incumbido pela coroa portuguesa a explorar o território da região que se tornaria o norte do atual Brasil, e o fez em uma grande viagem, na qual subiu o rio Amazonas de Belém até Quito, no Equador, e depois desceu o mesmo trajeto. 

Bacelar Carrelhas afirmou que, na primeira etapa da viagem, cerca de três mil alunos de escolas públicas receberam informações sobre Teixeira. Na segunda parte da viagem, que está a ser feita a bordo de uma embarcação da Marinha, as 12 paradas serão em cidades que possuem homônimas em Portugal: Parintins, Óbidos, Oriximiná, Alenquer, Santarém, Monte Alegre, Porto de Moz, Gurupá, Almeirim, Breves, Cametá e Belém. 

Depois da expedição, Carrelhas planeja lançar um livro com o diário de bordo, uma publicação com informações históricas e desenhos e um projeto audiovisual. 
Lusa
  • França e Rússia criam grupo de trabalho contra o terrorismo
    1:00

    Mundo

    França e Rússia vão criar um grupo de trabalho para lutar contra o terrorismo. A proposta partiu do Presidentre francês e foi anunciada por Vladimir Putin. Na conferência de imprensa conjunta, o Presidente russo explicou que ambos falaram também da Coreia do Norte.    

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Novos casos de tuberculose caíram para metade

    País

    Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

  • Julgamento de Pedro Dias só deve começar após as férias judiciais
    2:59

    País

    O Tribunal da Guarda vai juntar o homicídio de Liliane Pinto ao processo principal dos crimes de Aguiar da Beira. Pedro Dias será interrogado em julho, mas o julgamento só deve começar depois das férias judiciais. No interrogatório judicial de 10 de novembro do ano passado, Pedro Dias ficou em silêncio.

  • Angola confirma pela 1ª vez que José Eduardo dos Santos está em Espanha por motivos de saúde

    Mundo

    É a primeira vez que o governo de Luanda admite, oficialmente, que o Presidente José Eduardo dos Santos sentiu-se mal e está a receber assistência médica em Espanha. Com 74 anos, os últimos 38 como Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos tem feito visitas regulares a Barcelona para efetuar exames médicos, mas nem uma palavra sobre as suspeitas de que o Chefe de Estado angolano teria sofrido um AVC recentemente.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.