sicnot

Perfil

País

Provas finais começam hoje com Português do 4.º ano

Mais de 200 mil alunos realizam esta semana as provas finais do 4.º e 6.º ano, que contam 30% para a nota final, começando hoje com a prova de Português para os estudantes do 1.º ciclo.

(Reuters/ Arquivo)

As provas a realizar pelos alunos do 1.º e 2.º ciclo vão decorrer em 1.100 e 1.133 escolas, respetivamente, num processo que envolve a vigilância de cerca de 10 mil professores, segundo o Ministério da Educação e Ciência (MEC).

A realização destas provas faz com que, em muitas escolas, vários alunos fiquem sem aulas durante quatro dias.

O calendário dos exames inicia-se hoje, com a prova de Português do 4.º ano, seguindo-se na terça-feira a do 6.º ano.

Quarta-feira e quinta-feira, realizam-se as provas finais de Matemática do 4.º ano e do 6.º ano, respetivamente. 

Fazem as provas cerca de 103.000 alunos do 4.º ano e 114.000 alunos do 6.º ano, com os resultados a serem afixados a 16 de junho.

As provas finais são entendidas pelo Ministério da Educação como instrumentos que permitem verificar quais os conhecimentos consolidados durante os dois primeiros ciclos da escolaridade obrigatória, revelando ao mesmo tempo as matérias em que os alunos têm mais dificuldades.


Lusa

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.