sicnot

Perfil

País

Faltaram sete milhões de embalagens de medicamentos nas farmácias em janeiro

A maioria dos utentes já teve dificuldade de acesso a medicamentos na farmácia, onde só em janeiro de 2015 faltaram sete milhões de embalagens, revelou hoje a Associação Nacional das Farmácias (ANF).

© Srdjan Zivulovic / Reuters

Falando na Comissão Parlamentar de Saúde sobre "o momento atual" e o "futuro das farmácias", o presidente da ANF, Paulo Duarte, revelou que os cidadãos enfrentam "sérias dificuldades no acesso a medicamentos".

Entre agosto de 2013 e dezembro de 2014, faltaram cerca de cinco milhões de embalagens de medicamentos nas farmácias todos os meses.

O problema agravou-se nos primeiros três meses deste ano, atingindo valores superiores aos registados desde agosto de 2013: em janeiro faltaram sete milhões de medicamentos e em fevereiro e março faltaram perto de seis milhões.

Ao todo, durante o ano de 2014, foram reportados 57 milhões de embalagens em falta, por 78% das farmácias, referentes a 25,7% das apresentações de medicamentos.

Citando dados do Censo Nacional sobre Falhas no Acesso aos Medicamentos (CEFAR), referente a junho de 2014, "cerca de 61% dos utentes reportaram pelo menos um problema de acesso aos medicamentos no último ano", revela a ANF.

Falando da evolução do mercado financeiro, a ANF indica que entre 2010 e 2014 os medicamentos baixaram em valor 875,9 milhões de euros (-25,1%), embora destacando que em 2015 houve uma "ligeira variação positiva", de 23,1 milhões de euros (+3,5%), face ao período homólogo.

Quanto ao volume de medicamentos, entre 2010 e 2014 verificou-se uma redução de 7,6 milhões (-2,8%) de embalagens vendidas, embora verificando-se um aumento de 2 milhões de embalagens (+3%) em março de 2015, face o mesmo período do ando anterior.

A despesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com medicamentos entre 2010 e 2014 baixou 30,1% (493,8 milhões de euros).

Em março de 2015 a redução foi de 0,6 milhões de euros (0,2%) comparativamente ao mesmo mês de 2014.

Lusa
  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.