sicnot

Perfil

País

Governo e sindicatos discutem alterações ao Estatuto da Polícia na próxima semana

A ministra da Administração Interna e os sindicatos da PSP vão discutir a partir da próxima semana a alteração do Estatuto Profissional da Polícia. A segunda ronda de negociações entre a ministra Anabela Rodrigues e os sindicatos está agendada para 28 de maio e deve-se prolongar até à primeira semana de junho.

Os sindicatos defendem que o novo Estatuto mantenha as 36 horas de trabalho semanais, que a profissão seja considerada de desgaste rápido e que os polícias entrem para a pré-reforma aos 36 anos de serviço ou 55 de idade. (Arquivo)

Os sindicatos defendem que o novo Estatuto mantenha as 36 horas de trabalho semanais, que a profissão seja considerada de desgaste rápido e que os polícias entrem para a pré-reforma aos 36 anos de serviço ou 55 de idade. (Arquivo)

JOSE SENA GOULAO / Lusa

Os sindicatos consideram estas reuniões decisivas, uma vez que a tutela deverá dizer se aceita ou não as propostas que fizeram.

Os sindicatos defendem que o novo Estatuto mantenha as 36 horas de trabalho semanais, que a profissão seja considerada de desgaste rápido e que os polícias entrem para a pré-reforma aos 36 anos de serviço ou 55 de idade.

Em março, a proposta inicial do Ministério da Administração Interna foi muito contestada pelos sindicatos e levou a ameaças de manifestações.
Lusa
  • Atentado "falhado" em Nova Iorque
    1:43

    Mundo

    Uma explosão numa das zonas mais movimentadas de Manhattan fez quatro feridos, esta segunda-feira. Entre eles está o homem que transportava o engenho e que foi entretanto detido.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa