sicnot

Perfil

País

José Sócrates vai ficar mais três meses em prisão preventiva

José Sócrates vai ficar mais três meses em prisão preventiva. O advogado do antigo primeiro ministro ainda não foi notificado pelo Tribunal Central de Instrução Criminal e lamenta ter sabido pela comunicação social, do despacho do juíz Carlos Alexandre. João Araújo já fez no entanto saber que vai recorrer da decisão.

© Hugo Correia / Reuters

José Sócrates é, nesta altura, o único arguido sob detenção, na Operação Marquês, e vai ficar mais três meses em prisão preventiva.

O advogado do antigo primeiro ministro lamenta ter sabido pela comunicação social do despacho do juís Carlos Alexandre e fez saber que vai recorrer da decisão.

Depois do motorista, é agora o amigo Carlos Santos Silva que vai sair da prisão.

A decisão tomada, também pelo juíz Carlos Alexandre, foi comunicada esta tarde pela Procuradoria Geral da República. Santos Silva passa de prisão preventiva, para obrigação de permanência na habitação, com pulseira electrónica.

O amigo de Sócrates está indiciado por branqueamento de capitais, fraude fiscal e corrupção, e estava também, detido há seis meses. Com esta alteração da medida de coação, o ex-primeiro ministro é o unico dos sete arguidos da Operação Marquês que continua detido.
  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC