sicnot

Perfil

País

Vacina Prevenar passa a ser comparticipada, em julho chega aos centros de saúde

A vacina Prevenar passa a partir de hoje a ter uma comparticipação estatal de 15% para todos os cidadãos que se dirijam à farmácia com receita médica.

(Reuters/ Arquivo)

A vacina Prevenar previne doenças provocadas pela bactéria pneumococo, como a pneumonia, meningite, otite e septicemia, entre outras.

Segundo a Direção-geral da Saúde (DGS), dentro de um mês, a partir de 1 de julho, a vacina estará disponível nos centros de saúde, uma vez que foi integrada no Programa Nacional de Vacinação, sendo gratuita para todas as crianças nascidas desde 1 de janeiro deste ano.

O esquema de vacinação recomendado fica completo com três doses da vacina, devendo ser administrada aos dois meses, quatro meses e 12 meses.

"A vacina será também gratuita para alguns grupos de riso que serão vacinados mediante indicação médica", refere a DGS num comunicado, sem adiantar contudo mais detalhes.


Lusa
  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.