sicnot

Perfil

País

Fenprof inicia referendo à municipalização da educação

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) começa hoje a referendar a posição dos docentes quanto à transferência de competências da educação para os municípios, com mais de duas mil mesas de voto instaladas nas escolas do país.

Mário Nogueira (Lusa/Arquivo)

Mário Nogueira (Lusa/Arquivo)

Manuel Almeida

"Em 2.075 mesas de voto, entre 02 e 04 de junho, os professores votarão, respondendo à pergunta "Concorda com a municipalização da Educação?", lê-se num comunicado da Fenprof sobre a iniciativa que hoje começa.

Na sua página na Internet a federação sindical disponibiliza um dossier com informação sobre o denominado processo de municipalização da educação, onde os docentes podem obter "informação importante para que participem nesta consulta nacional e façam, com conhecimento do que está verdadeiramente em causa, a sua escolha".

Vários dirigentes da Fenprof votam durante a manhã de hoje em várias escolas do país, com o secretário-geral da federação, Mário Nogueira, a marcar presença na sede do agrupamento de escolas Rainha Santa Isabel, em Coimbra, pelas 09:00.

A Fenprof defende que o processo que pretende aumentar as responsabilidades das autarquias na área da educação vai retirar autonomia às escolas e professores na gestão dos currículos e da constituição das turmas, permitir uma "desresponsabilização do Estado pelo financiamento da educação pública, e vai conduzir, do ponto de vista sindical, a uma "previsível privatização de boa parte do sistema educativo". 

O Governo tem rebatido as críticas, afirmando, por exemplo, no caso dos professores, e depois de alguma polémica inicial, que está excluída qualquer possibilidade de as escolas poderem vir a contratar professores, que manterão o seu vínculo contratual ao Ministério da Educação.

Segundo as últimas propostas de contrato de delegação de competências nos municípios conhecidas, o processo prevê atribuir às autarquias responsabilidades na gestão de edifícios, funcionários não docentes e até de uma parte do currículo dos alunos, que poderá ter um pendor regional, orientado para as especificidades da região em que as escolas se inserem.



Lusa

  • Pelo menos dois feridos em confrontos entre adeptos do Benfica e do Braga
    1:55

    Desporto

    Antes do jogo do Benfica e do Sporting de Braga, registaram-se confrontos entre os adeptos, no Estádio Municipal de Braga. Os confrontos causaram pelo menos dois feridos. Os benfiquistas queixaram-se de agressões e criticaram a ausência da polícia. Várias viaturas foram danificadas durante os distúrbios e a PSP chegou a separar adeptos do Braga e do Benfica.

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Donald Trump culpa imigrantes por ataque que nunca existiu
    1:01
  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.