sicnot

Perfil

País

Dono de pensão do Porto condenado a mais de 12 anos de prisão por matar hóspede

O dono de uma pensão do Porto foi esta sexta-feira condenado a 12 anos e três meses de prisão por matar um hóspede, em fevereiro de 2014, e esconder o corpo numa arrecadação durante sete meses.

O arguido envolveu-se numa discussão com a vítima por lhe dever 750 euros em rendas e refeições e acabou por assassiná-la com "várias facadas". (Arquivo)

O arguido envolveu-se numa discussão com a vítima por lhe dever 750 euros em rendas e refeições e acabou por assassiná-la com "várias facadas". (Arquivo)

SIC

O arguido envolveu-se numa discussão com a vítima por lhe dever 750 euros em rendas e refeições e acabou por assassiná-la com "várias facadas". 

O suspeito, de 52 anos, guardou o corpo do hóspede num armário do quarto, tendo-o depois levado num saco para a arrecadação da pensão.

O corpo da vítima, de 54 anos, viria a ser descoberto sete meses depois do crime, em avançado estado de decomposição, por um hóspede que estranhou o "cheiro nauseabundo", chamando a PSP. 

"Uma vez cometida a pena, espero que não volte a ter problemas com a Justiça", afirmou o juiz presidente, durante a leitura do acórdão, no Tribunal São João Novo. 

Durante o julgamento, que iniciou a 19 de maio, o arguido assumiu o crime e referiu não se ter desfeito do corpo porque "não podia deitar fora o que Deus criara".

O advogado de defesa, Carlos Quaresma, referiu que a pena é "justa" e que o arguido teve "sempre a noção" que ia ser condenado. 

O arguido trabalha na cozinha do Estabelecimento Prisional de Custóias e, segundo o jurista, "pediu" para ser descoberto porque guardou o corpo da vítima na arrecadação e, meses depois, pediu a um hóspede para ir lá sabendo que o ia ver.

"Ele vive com esse problema de ter matado alguém, tanto que tem acompanhamento psiquiátrico porque continua a pensar nisso", frisou. 
Lusa
  • Alegado homicida de responsável de pensão no Porto ficou em prisão preventiva
    1:57

    País

    Ficou em prisão preventiva o homem que terá assassinado esta quinta-feira o responsável por uma pensão no centro do Porto. A companheira da vítima ficou gravemente ferida. O suspeito está indiciado por um crime de homicídio consumado e outro na forma tentada. O homem, que foi encaminhado para a pensão por uma assistente social, deixou de pagar o quarto porque ficou sem Rendimento Social de Inserção.

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.