sicnot

Perfil

País

Têxtil de Barcelos produz meias aquecidas a bateria

Uma fábrica de Barcelos vai lançar no mercado peúgas aquecidas a baterias, que permitem manter os pés quentes entre 8 e 16 horas e regulam automaticamente a temperatura, informou hoje o diretor-geral da empresa.

© Ognen Teofilovski / Reuters

Nuno Costa disse à Lusa que o produto, apresentado na Techtextil 2015, que decorreu em maio na Alemanha, está agora a ser "otimizado", devendo os primeiros 100 pares de meias ser enviadas, em setembro, para clientes na Dinamarca e na Suécia.

"Os países nórdicos são o nosso alvo prioritário, por razões óbvias", acrescentou.

Segundo adiantou, aquela solução de aquecimento dos pés foi desenvolvida, ao longo de três anos, no  Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal(CITEVE), em Famalicão.

Explicou que as meias integram um sensor, na zona da planta dos pés, e duas baterias semelhantes às de um telemóvel, colocadas na parte das peúgas que cobre o tornozelo.

"As baterias têm uns quatro centímetros de altura, quase não se notam, não são minimamente incómodas", garantiu, enfatizando que a contrapartida para o utilizador é "ter os pés quentes durante praticamente todo o dia".

O dispositivo permite três níveis de temperatura diferentes, que são acionados de acordo com as necessidades do utilizador.

"À medida que a temperatura do pé for baixando ou subindo, a meia emite mais ou menos calor", referiu.

As meias aquecidas a bateria são produzidas na empresa Faria da Costa, instalada há 27 anos em Ucha, Barcelos, e que atualmente emprega 75 trabalhadores.

Trabalhando quase exclusivamente para exportação, a empresa faturou em 2014 cerca de 2,5 milhões de euros, uma cifra que este ano vai tentar superar, "se o clima ajudar".

"Há três anos, o nosso volume de vendas foi muito superior, mas tivemos uma quebra devido às condições climatéricas, porque os invernos nos nossos principais mercados foram muito menos frios do que o habitual", rematou Nuno Costa.


Lusa
  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.