sicnot

Perfil

País

Quase 8.000 elegem candidatos a deputados Livre/Tempo de Avançar

Cerca de 7.850 pessoas podem hoje e domingo participar em todo o país nas primárias da plataforma Livre/Tempo de Avançar, escolhendo e ordenando os 385 candidatos nos 22 círculos eleitorais para as legislativas, que se realizarão entre setembro e outubro.

As votações por correio físico ou eletrónico desta candidatura cidadã, que contava com perto de 5.000 subscritores antes da abertura das inscrições para o sufrágio, começaram na terça-feira e têm este fim de semana a sua expressão presencial, em urnas.

Na área de Lisboa, onde as "papoilas" (símbolo do partido) têm a sua maior implantação, vão estar disponíveis diversas assembleias de voto no domingo, nomeadamente no Largo Camões, entre as 10:00 e as 20:00, estando prevista a presença dos dirigentes Rui Tavares e Ana Drago para por volta das 16:00.

Póvoa de Santa Iria e Parede são outros dos locais ao redor da capital onde decorrerão votações. No Porto, também no domingo, os interessados podem participar junto à esplanada do "Café Piolho", entre as 10:00 e as 19:00, por exemplo.

Os boletins de voto de cada círculo terão fotografias dos respetivos candidatos, por ordem alfabética, com a opção sobre qual a posição em que deverá figurar na futura lista. Os resultados das primárias deverão ser conhecidos no início da próxima semana.

Os lisboetas e portuenses têm direito a eleger até 15 nomes, enquanto Aveiro, Braga e Setúbal vão contemplar até nove candidatos. Coimbra, Faro, Leiria, Santarém e Viseu terão seis.

Somente três lugares vão estar disponíveis para Açores, Castelo Branco, Guarda, Madeira, Viana do Castelo e Vila Real, ao passo que Beja, Bragança, Évora, Portalegre, Europa e Fora da Europa contarão com somente dois candidatos a deputados.


  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.