sicnot

Perfil

País

Fornecimento da vacina BCG regularizado em fim de julho ou início de agosto

O fornecimento da vacina contra a tuberculose só ficará regularizado em finais de julho ou princípio de agosto, adiantou a Direção-geral da Saúde, lembrando que há um problema de produção do laboratório que a fabrica para a Europa.

(REUTERS/ ARQUIVO)

Em declarações hoje à agência Lusa, a subdiretora-geral da Saúde Graça Freitas indicou que a última informação disponível indica que só voltará a haver fornecimento da vacina BGC em finais de julho ou início de agosto.

As dificuldades de fornecimento, que se arrastam desde março, estão ligadas a problemas com a produção no único laboratório que fabrica a vacina para a Europa, um laboratório público na Dinamarca.

Quando a situação for regularizada, Graça Freitas indica que as crianças não vacinadas à nascença começarão a ser chamadas para receberem as vacinas nos centros de saúde, que deverão gerir os seus 'stocks'.

A Direção-Geral de Saúde (DGS) tem insistido que o problema de fornecimento da BCG "não constitui risco para a saúde pública".

Lusa
  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.