sicnot

Perfil

País

Notícias sobre plasma levaram a quebra de dádivas, diz Instituto do Sangue

O Instituto Português do Sangue alertou hoje para a quebra de dádivas de sangue devido ao alarme na opinião pública relacionado com o plasma, afirmando que das 817 inscrições previstas para terça-feira, foram feitas pouco mais de 500 colheitas.

© Noor Khamis / Reuters

Ouvido na Comissão de Saúde, para prestar informação e esclarecimentos na sequência das medidas tomadas para aumentar o aproveitamento de plasma em Portugal, o presidente do Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST), Hélder Trindade, mostrou-se preocupado com o alarme lançado na opinião pública por causa de notícias na comunicação social relacionadas com o desperdício de plasma e consequente diminuição de dádivas.

Esta preocupação assume proporções mais gravosas para o responsável pelo facto de se estar a entrar no verão, época de habitual redução do número de dádivas.

A título de exemplo, citou os dados mais recentes, relativos a terça-feira, segundo os quais estavam previstas 817 inscrições, mas houve apenas 728 inscrições efetivas, das quais, resultaram pouco mais de 500 colheitas.

"Toda esta campanha, vejo-a com enormíssima preocupação, porque vai influenciar de forma negativa a opinião pública e os dadores, sobretudo num altura complicada em que está a iniciar-se o verão", alertou.

Hélder Trindade lamentou ainda ver instituto enredado numa "teia" por causa do desperdício de plasma, um problema que existe em Portugal há vários anos e que só conheceu um real avanço desde que está à frente do IPST.

"Há um trabalho de três anos que nunca tinha sido feito para chegarmos onde chegámos. Temos feito um trabalho o mais correto e o mais célere possível,  para termos plasma inativado português [desde final de 2014],  algo nunca feito até agora e vemo-nos enrolados nesta teia", afirmou, acrescentando: "estamos a falar de plasma, plasma, plasma, mas o que é preciso todos os dias é de sangue e plaquetas".

  • Vigília à porta da Autoeuropa contra novo horário
    1:13

    País

    Alguns trabalhadores da Autoeuropa fizeram este domingo uma vigília junto à fábrica, contra a imposição do novo horário de trabalho, que começa em fevereiro. Os trabalhadores estão contra essa obrigatoriedade e dizem que é ilegal porque não cumpre as 35 horas de descanso entre turnos.

  • Krovinovic não joga mais esta época

    Desporto

    O futebolista croata Filip Krovinovic lamentou este domingo a lesão nos ligamentos do joelho direito, sofrida no sábado na receção do Benfica ao Desportivo de Chaves (3-0), assumindo a confiança na conquista do quinto campeonato consecutivo pelo clube.

  • Marco Silva despedido do comando técnico do Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva deixou o comando técnico do Watford, anunciou o 10.º classificado da Liga inglesa de futebol no seu sítio na Internet. "Foi uma decisão difícil e não foi tomada de ânimo leve. O clube está convencido de que a contratação de Marco Silva foi a correta e não fosse a abordagem indesejada de um rival da 'Premier League', continuaríamos a prosperar sob o seu comando", lê-se no comunicado do clube.

  • Waris estreia-se nos treinos do FC Porto

    Desporto

    O avançado ganês Majeed Waris, emprestado pelos franceses do Lorient, treinou este domingo pela primeira vez com o plantel do FC Porto, anunciou o líder da I Liga portuguesa de futebol no seu sítio oficial na Internet.