sicnot

Perfil

País

Ribeiro e Castro despede-se do Parlamento com discurso sobre "portugueses de Olivença"

O deputado e ex-líder do CDS-PP José Ribeiro e Castro, que vai renunciar ao mandato, despede-se na sexta-feira da Assembleia da República com uma intervenção sobre "os portugueses de Olivença".

O antigo presidente do CDS-PP foi deputado em São Bento nas I, II, VIII, XI e, agora, XII legislaturas, foi também secretário de Estado e adjunto de ministros dos governos da Aliança Democrática e de Cavaco Silva. (Arquivo)

O antigo presidente do CDS-PP foi deputado em São Bento nas I, II, VIII, XI e, agora, XII legislaturas, foi também secretário de Estado e adjunto de ministros dos governos da Aliança Democrática e de Cavaco Silva. (Arquivo)

SIC

Ribeiro e Castro adiantou à Lusa que a sua intervenção reflete "um novo olhar para Olivença", sobre um "processo muito interessante de biculturalidade" que tem acompanhado, relativamente aquela localidade fronteiriça que é objeto de litígio entre Portugal e Espanha.

Na sexta-feira estão previstas três intervenções de deputados, ao abrigo de um artigo do regimento que permite que individualmente os parlamentares falem no plenário, sendo os restantes os socialistas Gabriela Canavilhas e Rui Pedro Duarte.

Ribeiro e Castro anunciou há duas semanas que iria abandonar o seu grupo parlamentar nesta legislatura, lançando críticas ao CDS e a um "sistema partidário profundamente doente".

O antigo presidente do CDS-PP foi deputado em São Bento nas I, II, VIII, XI e, agora, XII legislaturas, foi também secretário de Estado e adjunto de ministros dos governos da Aliança Democrática e de Cavaco Silva.

Lusa

  • Ribeiro e Castro deixa reparos à liderança do CDS
    1:17

    País

    José Ribeiro e Castro faz reparos à liderança de Paulo Portas no CDS. O histórico centrista, que vai deixar a bancada parlamentar do partido, considera que o CDS está demasiado centrado na figura do líder e admite que teve situações de divergência difíceis. Excerto do programa A Propósito que pode ver na íntegra este sábado a partir das 11 da noite.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.