sicnot

Perfil

País

Criança morre após tocar em poste de iluminação em Odivelas

Uma criança de 3 anos morreu nas festas de Odivelas, ao início da madrugada, depois de se sentir mal ao tocar num poste de iluminação. A junta de freguesia já manifestou o seu pesar pela morte e garante colaborar com as autoridades para apurar o que aconteceu.

Sapo Mapas

Segundo fonte da PSP, a criança de 3 anos morreu esta madrugada depois de ter tocado num poste de iluminação, um dos que foram colocados para iluminar o recinto das festas.

A criança foi assistida no local pelos bombeiros e foi transportado para o Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, mas não sobreviveu. A polícia desconhece as causas da morte, sabendo apenas que a criança, que estava acompanhada pelo pai, teve convulsões depois de ter tocado no poste e caiu inanimada.

"À família e amigos do pequeno João Martins, neste momento de dor, expressamos as nossas mais sentidas condolências", diz o presidente da junta de freguesia num comunicado.

Nuno Gaudêncio reafirmou à agência Lusa "o seu profundo pesar" pelo ocorrido após as Festas da Cidade de Odivelas e disse que a Junta de Freguesia "em estreita colaboração com as autoridades competentes, encetou todas as diligências necessárias com vista ao apuramento dos fatos".

O autarca, que se deslocou ao local acompanhado de técnicos especializados, assegurou que "não há passagem de corrente no poste".

Fonte da EDP disse à agência Lusa que a empresa não é responsável pela coluna de iluminação em causa, que foi colocada pela organização das festas.

"Os nossos técnicos foram ao local e verificaram que o equipamento não é da nossa responsabilidade", disse a mesma fonte acrescentando que a EDP apenas forneceu energia elétrica, a pedido dos organizadores das festas, através de um ponto de ligação, com um contador.

O presidente da Junta confirmou que a instalação elétrica no recinto de festas foi acompanhada, como é de lei, por um técnico credenciado.

A ocorrência deu-se já depois do final das festas, cerca da 01:00.

Com Lusa

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05