sicnot

Perfil

País

PSD e CDS entregam processo para legalização da coligação no Constitucional

PSD e CDS-PP entregaram esta segunda-feira no Tribunal Constitucional o processo de legalização e registo formal da coligação Portugal à Frente para as eleições legislativas, divulgaram em comunicado.

A coligação aprovará as listas conjuntas à Assembleia da República no dia 30 de julho, em conselhos nacionais dos dois partidos, os órgãos máximos entre Congressos. (Arquivo)

A coligação aprovará as listas conjuntas à Assembleia da República no dia 30 de julho, em conselhos nacionais dos dois partidos, os órgãos máximos entre Congressos. (Arquivo)

Armando Franca / AP

O processo foi entregue pelo secretário-geral do PSD, José Matos Rosa, e pelo secretário-geral do CDS-PP, António Carlos Monteiro.

A coligação aprovará as listas conjuntas à Assembleia da República no dia 30 de julho, em conselhos nacionais dos dois partidos, os órgãos máximos entre Congressos.

Continua por divulgar a data de apresentação pública da versão final do programa eleitoral da coligação PSD/CDS-PP - que, há cerca de um mês, tinha sido remetida por Pedro Passos Coelho para "o final de junho".

No dia 25 de Abril, o primeiro-ministro e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, e o vice-primeiro-ministro e presidente do CDS-PP, Paulo Portas, assinaram um compromisso para uma coligação entre os respetivos partidos nas legislativas.

No dia 3 de junho, PSD e CDS-PP apresentaram um documento intitulado "Portugal no caminho certo", com as "linhas de orientação geral para a elaboração do programa eleitoral" da coligação, associado a uma "carta de garantias", documentos que foram há duas semanas aprovados pelos conselhos nacionais dos partidos.

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.