sicnot

Perfil

País

Cuidados paliativos no domicílio em Bragança

Cuidados paliativos no domicílio em Bragança

Um estudo recente revela que metade dos portugueses prefere morrer em casa, mas, em 2010, 62% das mortes ocorreram em hospitais. Para evitar internamentos indesejáveis, começaram a ser criadas equipas médicas de cuidados paliativos, que acompanham os doentes terminais na sua própria casa. O distrito de Bragança foi pioneiro na prestação de cuidados paliativos no domicílio. A SIC acompanhou no terreno o trabalho desses profissionais.

  • Cerca de metade dos doentes referenciados morre sem acesso a cuidados paliativos
    2:45

    País

    Metade dos doentes referenciados para os cuidados paliativos morre sem ter acesso à ajuda apropriada no final da vida. A conclusão é de um estudo da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos que, neste dia mundial, alerta para a ausência total deste tipo de assistência em algumas zonas do país. Em Portugal existem 23 equipas hospitalares e 11 domiciliárias dedicadas aos cuidados paliativos. Nenhuma funciona 24 horas por dia.

  • Milhares protestam contra Donald Trump no Dia do Presidente
    1:55

    Mundo

    Milhares de pessoas voltaram a protestar contra Donald Trump, nos Estados Unidos da América. As marchas em várias cidades aconteceram no feriado que assinala o Dia do Presidente. Os manifestantes exigiram a destituição do chefe de Estado.

  • O mistério da morte do meio irmão de Kim Jong-un
    2:32
  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Homens e mulheres nas tarefas domésticas
    2:09

    País

    Nas gerações mais novas, já há sinais de mudança na divisão e partilha de tarefas em casa. No entanto, entre os mais velhos, as tarefas de casa são quase sempre obrigação da mulher. A igualdade entre homens e mulheres é ainda miragem dentro de casa e em termos de salários.