sicnot

Perfil

País

Trabalhadores da Groundforce fazem nova greve no dia 31

Os trabalhadores da Groundforce no aeroporto de Lisboa cumprem nova greve dia 31, entre as 09:00 e as 14:00, para realização uma concentração/manifestação junto à estação de metro do Aeroporto, com posterior marcha para a TAP.

(Arquivo)

(Arquivo)

LUSA

Designada como 'Marcha dos Recibos', a iniciativa insere-se na luta dos trabalhadores da SPdH - Serviços Portugueses de Handling (Groundforce Portugal) contra o que dizem ser "uma postura de desrespeito" da empresa, "consubstanciada no uso e abuso de horários penalizadores para os trabalhadores, na utilização abusiva e ilegal das trocas de horário e na proliferação da precariedade, com centenas de trabalhadores temporários e falsos prestadores de serviços".

Na base do protesto está ainda o facto de "não haver qualquer atualização salarial desde 2008".

Os trabalhadores da SPdH tinham já realizado uma greve de três horas no passado dia 15, para se reunirem em plenário com o objetivo de decidir formas de contestação à posição da administração da empresa.

Foi então decidida a realização de novas "iniciativas de mobilização e esclarecimento dos trabalhadores", que consideram que a administração da SPdH "mantém uma postura de desrespeito" e "não mostrou abertura" à proposta de revisão salarial entregue a 02 de fevereiro pelo Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava).

Contactada nessa altura pela Lusa, fonte oficial da Groundforce Portugal garantiu que "todos os compromissos assumidos para 2015 estão a ser cumpridos", referindo a possibilidade de uma negociação salarial que "está em curso", apesar de não ser prevista.

"Estão em curso reuniões de negociação, sendo que a Groundforce Portugal já apresentou propostas claras aguardando respostas dos diversos sindicatos", declarou a mesma fonte.

A empresa de assistência nos aeroportos, detida em 49,9% pela TAP e em 50,1% pela Urbanos, rejeita ainda que "existam constantes trocas de horários": "Neste momento, no verão IATA, pico da operação, com normais alterações e irregularidades operacionais, a Groundforce Portugal regista uma taxa de alteração de horários abaixo dos 7% face ao normal cumprimento de horários".

Lusa

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Ataques aéreos dos EUA em Mossul podem ter causado a morte de 200 civis
    1:22
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.