sicnot

Perfil

País

Trabalhadores da Groundforce fazem nova greve no dia 31

Os trabalhadores da Groundforce no aeroporto de Lisboa cumprem nova greve dia 31, entre as 09:00 e as 14:00, para realização uma concentração/manifestação junto à estação de metro do Aeroporto, com posterior marcha para a TAP.

(Arquivo)

(Arquivo)

LUSA

Designada como 'Marcha dos Recibos', a iniciativa insere-se na luta dos trabalhadores da SPdH - Serviços Portugueses de Handling (Groundforce Portugal) contra o que dizem ser "uma postura de desrespeito" da empresa, "consubstanciada no uso e abuso de horários penalizadores para os trabalhadores, na utilização abusiva e ilegal das trocas de horário e na proliferação da precariedade, com centenas de trabalhadores temporários e falsos prestadores de serviços".

Na base do protesto está ainda o facto de "não haver qualquer atualização salarial desde 2008".

Os trabalhadores da SPdH tinham já realizado uma greve de três horas no passado dia 15, para se reunirem em plenário com o objetivo de decidir formas de contestação à posição da administração da empresa.

Foi então decidida a realização de novas "iniciativas de mobilização e esclarecimento dos trabalhadores", que consideram que a administração da SPdH "mantém uma postura de desrespeito" e "não mostrou abertura" à proposta de revisão salarial entregue a 02 de fevereiro pelo Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava).

Contactada nessa altura pela Lusa, fonte oficial da Groundforce Portugal garantiu que "todos os compromissos assumidos para 2015 estão a ser cumpridos", referindo a possibilidade de uma negociação salarial que "está em curso", apesar de não ser prevista.

"Estão em curso reuniões de negociação, sendo que a Groundforce Portugal já apresentou propostas claras aguardando respostas dos diversos sindicatos", declarou a mesma fonte.

A empresa de assistência nos aeroportos, detida em 49,9% pela TAP e em 50,1% pela Urbanos, rejeita ainda que "existam constantes trocas de horários": "Neste momento, no verão IATA, pico da operação, com normais alterações e irregularidades operacionais, a Groundforce Portugal regista uma taxa de alteração de horários abaixo dos 7% face ao normal cumprimento de horários".

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.