sicnot

Perfil

País

Apanha de bivalves temporariamente proibida

A apanha de bivalves está temporariamente proibida devido à presença de toxinas marinhas que podem causar graves problemas de saúde a quem os ingerir, alerta o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

REUTERS

As interdições de captura aplicam-se aos mariscadores profissionais e amadores, mas também ao público em geral, independentemente do processo de captura, informa o IPMA na sua página na internet, em que é possível perceber as zonas e as espécies que não podem ser apanhadas neste momento.

No Estuário do Lima, na Lagoa de Albufeira e na costa entre Aljezur e S. Vicente está proibido a apanha de todos os tipos de bivalves.

Segundo o IPMA, foi encontrado fitoplâncton produtor de toxinas marinhas acima dos valores aceitáveis e por isso está temporariamente proibida "a apanha e captura, com vista à comercialização e consumo" de diversas espécies de bivalves, desde o berbigão, mexilhão, ameijoa, conquilha, mexilhão ou lambujinha.

"A ingestão de bivalves contaminados por toxinas marinhas pode causar graves problemas de saúde", alerta o IPMA na sua página em http://www.ipma.pt/, em que se pode ler que no Estuário do Tejo, por exemplo, está proibida a apanha de todos os bivalves à exceção da amêijoa-japonesa e do mexilhão.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Donald Trump culpa imigrantes por ataque que nunca existiu
    1:01
  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.