sicnot

Perfil

País

Inspetores do SEF suspendem greve

Os inspetores do SEF decidiram suspender a greve porque chegaram a acordo com o Governo, a quem exigiam um tratamento igual à PSP e GNR, revelou hoje o sindicato representante daquela força de segurança.

Em comunicado, o SEF refere que os dois detidos foram presentes aos tribunais de Aveiro e Espinho. (Arquivo)

Em comunicado, o SEF refere que os dois detidos foram presentes aos tribunais de Aveiro e Espinho. (Arquivo)

SIC

Em meados de julho, os inspetores anunciaram várias greves caso o Governo não apresentasse até ao final do mês uma solução para acabar com "a discriminação" face à GNR e PSP existente na lei Geral do Trabalho em Funções Públicas.

Segundo o presidente do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SCIF/SEF), Acácio Pereira, a lei veio permitir que os inspetores fossem tratados "de forma discriminatória em matérias como avaliação do desempenho, disponibilidade e até em práticas administrativas".

A lei equipara os inspetores aos restantes funcionários públicos, não lhes sendo atribuído o estatuto de exceção que é concedido às outras duas forças de segurança.

Assim, um oficial da PSP ou da GNR a trabalhar no âmbito da Agência Europeia de fronteiras (Frontex) "recebe uma compensação a 100% enquanto um inspetor do SEF recebe a 60%", exemplificou.

Depois de várias reuniões, o sindicado chegou a acordo com o Governo na quarta-feira e, por isso, decidiu suspender a greve: "Os secretários de estado da Administração Interna e da Administração Pública comprometeram-se a levar ao Conselho de Ministros medidas que acabam com a discriminação".

A redenominação das categorias de carreira dos inspetores, a alteração do Regime de Ajudas de Custo Internacionais e a aprovação de um Regime de Avaliação do Pessoal da Carreira de Investigação e Fiscalização foram as três matérias em que houve concordância.

No entanto, em comunicado enviado para a Lusa, sublinham que "ficaram matérias por fechar" que deverão ser discutidas em sede do próximo Orçamento do Estado para 2016.

Assim, a greve que estava agendada para a primeira quinzena deste mês em todos os portos aeroportos e fronteiras foi desmarcada, mas o presidente do sindicato garante que ficará "vigilante quanto ao estrito cumprimento daquilo que foi acordado".

Lusa

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois do tribunal ter desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17
  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31