sicnot

Perfil

País

Inspetores do SEF suspendem greve

Os inspetores do SEF decidiram suspender a greve porque chegaram a acordo com o Governo, a quem exigiam um tratamento igual à PSP e GNR, revelou hoje o sindicato representante daquela força de segurança.

Em comunicado, o SEF refere que os dois detidos foram presentes aos tribunais de Aveiro e Espinho. (Arquivo)

Em comunicado, o SEF refere que os dois detidos foram presentes aos tribunais de Aveiro e Espinho. (Arquivo)

SIC

Em meados de julho, os inspetores anunciaram várias greves caso o Governo não apresentasse até ao final do mês uma solução para acabar com "a discriminação" face à GNR e PSP existente na lei Geral do Trabalho em Funções Públicas.

Segundo o presidente do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SCIF/SEF), Acácio Pereira, a lei veio permitir que os inspetores fossem tratados "de forma discriminatória em matérias como avaliação do desempenho, disponibilidade e até em práticas administrativas".

A lei equipara os inspetores aos restantes funcionários públicos, não lhes sendo atribuído o estatuto de exceção que é concedido às outras duas forças de segurança.

Assim, um oficial da PSP ou da GNR a trabalhar no âmbito da Agência Europeia de fronteiras (Frontex) "recebe uma compensação a 100% enquanto um inspetor do SEF recebe a 60%", exemplificou.

Depois de várias reuniões, o sindicado chegou a acordo com o Governo na quarta-feira e, por isso, decidiu suspender a greve: "Os secretários de estado da Administração Interna e da Administração Pública comprometeram-se a levar ao Conselho de Ministros medidas que acabam com a discriminação".

A redenominação das categorias de carreira dos inspetores, a alteração do Regime de Ajudas de Custo Internacionais e a aprovação de um Regime de Avaliação do Pessoal da Carreira de Investigação e Fiscalização foram as três matérias em que houve concordância.

No entanto, em comunicado enviado para a Lusa, sublinham que "ficaram matérias por fechar" que deverão ser discutidas em sede do próximo Orçamento do Estado para 2016.

Assim, a greve que estava agendada para a primeira quinzena deste mês em todos os portos aeroportos e fronteiras foi desmarcada, mas o presidente do sindicato garante que ficará "vigilante quanto ao estrito cumprimento daquilo que foi acordado".

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.