sicnot

Perfil

País

Viatura acidentada em Espanha dirigia-se para Vila Real

A viatura envolvida hoje num acidente com um camião, perto de Zamora, Espanha, do qual resultou a morte de três crianças portuguesas, tinha saído de Toulouse, França, e dirigia-se para a vila de Murça, distrito de Vila Real.

A informação foi avançada à agência Lusa pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, que acrescentou ter informação de que o condutor do automóvel, internado em Espanha em estado grave, era o pai das três vítimas mortais, de quatro, oito e 12 anos.

José Cesário disse ainda que uma menina, de 13 anos, que também seguia na mesma viatura, era de nacionalidade francesa, e também está internada.

De acordo com o serviço de emergências da Junta de Castilla y Leon, o homem, de 35 anos, está na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Virgen de la Concha, que integra o Complexo Assistencial de Zamora, com "prognóstico grave", enquanto a menina está internada na pediatria com "prognóstico ligeiro".

O governante presume que a família portuguesa seja emigrante em França, e que estaria a viajar para Portugal para passar as férias de agosto. José Cesário garantiu também que o seu gabinete está a acompanhar a situação.

O secretário de Estado das Comunidades adiantou ainda que o motorista do veículo pesado também é de nacionalidade portuguesa e que se dirigia para a Holanda.

O homem, que saiu ileso, está a receber "apoio psicológico", segundo José Cesário.

As três crianças portuguesas morreram hoje quando o carro em que seguiam colidiu com um camião ao quilómetro 482 da autoestrada N-122, perto de Cerezal de Aliste, província de Zamora, no noroeste do país.

A estrada em que seguiam, a Nacional 122, é habitualmente usada por emigrantes que vêm a Portugal passar as férias.

O acidente aconteceu por volta das 10:40 (09:40, hora de Lisboa) junto a Cerezal de Aliste.

O carro em que as crianças vinham, um Opel Zafira, colidiu com um camião carregado de pneus, que se incendiou.

As chamas passaram para uma zona de pasto próxima, o que obrigou à intervenção dos bombeiros.

As autoridades de emergência sanitária da região deslocaram para o local do acidente um helicóptero médico, uma viatura médica de emergência, duas ambulâncias de suporte vital e um Ponto de Cuidados Continuados (PAC) do Centro de Saúde de Muelas del Pan (Cerezal de Ariste).

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41