sicnot

Perfil

País

Novo diretor de campanha do PS promete "campanha sóbria"

O novo diretor de campanha do PS para as legislativas, Duarte Cordeiro, prometeu hoje uma "campanha sóbria", com muitas iniciativas de rua, considerando que será no contacto direto com os eleitores que se reforçará o apoio no partido.

Vários cartazes do PS para ilustrar que o desemprego tem uma face foram contestados pelas pessoas que aparecem nos 'outdoors', que afirmam não terem dado autorização para a sua cara ser usada naquela campanha. (Arquivo)

Vários cartazes do PS para ilustrar que o desemprego tem uma face foram contestados pelas pessoas que aparecem nos 'outdoors', que afirmam não terem dado autorização para a sua cara ser usada naquela campanha. (Arquivo)

SIC

"Teremos uma campanha sóbria, mas com alegria e confiança no futuro de Portugal, apostando no esclarecimento cabal das eleitoras e dos eleitores. Para tal, iremos motivar muitas iniciativas de rua que envolvam todo o Partido e todos os candidatos. Será pelo contacto directo com o maior número de pessoas que reforçaremos o apoio ao PS", lê-se num 'post' publicado por Duarte Cordeiro na sua página na rede social Facebook.

Duarte Cordeiro, que foi designado no domingo pelo secretário-geral do PS como novo diretor de campanha na sequência da demissão de Ascenso Simões do cargo, depois das polémicas em torno dos 'outdoors' dos socialistas, começa o 'post' explicando que aceitou o convite de António Costa "com o sentido de missão de quem tem a noção de que estas eleições são absolutamente decisivas para o futuro do país".

"As candidatas e os candidatos do PS - pela sua grande renovação, diversidade e qualidade - são uma garantia de que todo o PS está preparado para os desafios que o futuro nos coloca", sublinha.

No mesmo 'post', no qual não é feita qualquer referência à polémica dos cartazes, Duarte Cordeiro deixa ainda "uma palavra de reconhecimento e de consideração" ao anterior diretor de campanha do PS Ascenso Simões, sublinhando que o seu "trabalho, militância e responsabilidade merecem a sincera gratidão de todos os socialistas" e que "todo o PS" continuará a contar com a sua "capacidade e determinação".

"É o nosso cabeça de lista em Vila Real e tenho a certeza que nos permitirá aspirar a um excelente resultado", acrescenta.

Duarte Cordeiro, que é vice-presidente da câmara de Lisboa e será substituído no cargo durante o período de campanha, com o presidente da autarquia, Fernando Medina, a assumir os pelouros que tinha, termina a mensagem no facebook pedindo aos socialistas que se envolvam na campanha e frisando que "todo o PS é importante e determinante neste combate".

A agência Lusa tentou contactar o novo diretor de campanha do PS, mas tal não foi possível até ao final da manhã.

Para esta manhã chegou a estar agendada uma conferência de imprensa de Ascenso Simões para apresentar o jornal de campanha de praia, abertura redes sociais e novos cartazes, mas a iniciativa foi cancelada no domingo.

O primeiro 'outdoor' do PS a gerar controvérsia falava em "tempo de confiança e foi motivo de críticas e montagens nas redes sociais.

Na semana passada, foram conhecidos novos cartazes ilustrando histórias de desemprego e, também esses acabaram por levantar polémica.

Num dos casos, porque o cartaz realçava uma mulher que tinha perdido o emprego durante o último Governo de José Sócrates, noutro, porque as pessoas que aparecem nos 'outdoors' afirmam não terem dado autorização para a sua cara ser usada naquela campanha, acrescentando que as histórias a que são associados não correspondem à verdade, segundo noticiou o Observador.

Na sexta-feira, o PS já tinha pedido desculpas públicas às pessoas envolvidas nos cartazes do partido e "solicitou esclarecimentos pormenorizados aos fornecedores e prestadores de serviços, bem como todas as informações necessárias a que se possa avaliar o procedimento seguido".

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por avalanche em Itália
    1:44
  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.