sicnot

Perfil

País

PSP detém em Lisboa homem procurado por autoridades do Reino Unido

Um homem de nacionalidade estrangeira procurado pelas autoridades do Reino Unido foi detido na sexta-feira na estação do Metro do Oriente, em Lisboa, para cumprimento de mandado internacional, anunciou hoje a Polícia de Segurança Pública (PSP).

Francisco Seco

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP adianta, em comunicado, que o homem, de 29 anos, foi detido cerca das 10:30 por elementos da Divisão de Segurança a Transportes Públicos "em virtude de pender sobre si um pedido de extradição por parte do Reino Unido".

"A PSP teve notícia de que naquela estação estaria um homem sem título de transporte válido e sem identificação, pelo que, por solicitação da equipa de fiscalização do Metro de Lisboa, se deslocou para o local", refere no comunicado.

Tendo em conta a nacionalidade estrangeira e a possibilidade de o suspeito se encontrar em situação ilegal no país, os agentes levaram-no à esquadra para identificação.

Depois de contactar o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), a PSP apurou que o homem estava em situação ilegal no país e que pendia sobre ele mandado internacional.

"O detido foi transportado às salas de detenção do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa para ser presente durante a manhã de hoje no Tribunal da Relação de Lisboa", adianta o comunicado, que não especifica a nacionalidade do detido.

Lusa

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.