sicnot

Perfil

País

Ferido mais grave dos atropelamentos em Ourém tem 15 anos

Ferido mais grave dos atropelamentos em Ourém tem 15 anos

Depois de uma fuga prolongada, entregou-se à GNR o condutor que atropelou três crianças em Ourém. Duas delas estão em estado grave e com prognóstico reservado. O ferido mais grave tem 15 anos e está internado no Santa Maria, em Lisboa.

  • Condutor atropela 3 adolescentes em Ourém e foge
    1:45

    País

    Três adolescentes foram atropelados em Ourém, domingo à tarde, e ficaram feridos com gravidade. O condutor fugiu. O atropelamento ocorreu pouco depois das 17:00 na estrada que liga Alvega a Atouguia, no concelho de Ourém. Os adolescentes, dois com 14 anos e um 15 estavam a andar de bicicleta quando foram colhidos por um carro que se presume ser um Seat Ibiza preto, de acordo com uma fonte da GNR de Santarém que falou à agência Lusa. Uma das crianças foi transportada de Helicóptero para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa. As outras duas deram entrada no Hospital Pediátrico de Coimbra.

  • Atropelamento seguido de fuga de Ourém
    2:10

    País

    Uma colisão entre um ligeiro e duas bicicletas provocou ferimentos graves em três adolescentes, na Atouguia, concelho de Ourém, ontem. O condutor do veículo pôs-se em fuga sem prestar auxílio às vítimas. Uma foi transportada de helicóptero para o hospital de Santa Maria em Lisboa.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.