sicnot

Perfil

País

Manuel Alegre declara apoio a candidatura presidencial de Maria de Belém

O histórico dirigente socialista Manuel Alegre manifestou hoje o seu apoio à candidatura presidencial de Maria de Belém, considerando que "muitas das críticas" que são feitas à ex-presidente do PS "partem de preconceitos sexistas e machistas".

© Marcos Borga / Reuters


Sob o título "Apoiarei Maria de Belém", num artigo no Diário de Notícias, Manuel Alegre começa por afirmar que não era sua intenção pronunciar-se sobre as presidenciais antes das legislativas de 04 de outubro, as quais reconhece serem, "para os socialistas, a prioridade das prioridades".

"Mas algumas afirmações feitas ultimamente sobre a pessoa de Maria de Belém obrigam-me a tomar posição", justifica, referindo que a candidatura presidencial é um direito que assiste à ex-presidente do PS.

"Merece respeito e não pode ser posto em causa por considerações táticas, interpretações sectárias e inaceitáveis ataques de caráter", frisa.

Para Manuel Alegre, as candidaturas presidenciais são "o espaço da cidadania", que tanto existe dentro como fora dos partidos.

"Ninguém tem o exclusivo da cidadania. Ser membro de um partido não constitui uma menoridade cívica, como ser independente não confere a ninguém um estatuto de superioridade sobre quem assume a sua filiação partidária", destaca.

Nesse sentido, afirma que "não há proprietários da esquerda nem monopólio de candidaturas".

"Maria de Belém, ao contrário do que alguns disseram, não divide, não fratura nem é redutora", considera Manuel Alegre, que teve a antiga ministra da Saúde como mandatária nacional na sua candidatura presidencial de 2011.

Para Alegre, a candidatura de Belém "tem condições para unir, alargar e mobilizar aqueles que, dentro e fora do PS, na sociedade civil e em diversificados setores da vida pública, desejam a mudança, um presidente que respeite a Constituição e seja, de facto, o presidente de todos os portugueses".

Alegre recusa que o PS e a esquerda "se resignem a perder a eleição presidencial", depois de quatro anos de "uma maioria, um governo e um presidente", que "mostram que, se é fundamental ganhar as legislativas, seria um erro imperdoável menosprezar a importância decisiva das eleições presidenciais".

"A candidatura de Maria de Belém é, em si mesma, um ato de coragem cívica, essencial a qualquer combate político. Partindo da esquerda socialista, terá a abrangência e transversalidade indispensáveis a uma candidatura vencedora" afirma.

Considerando Maria de Belém como "uma falsa frágil", Manuel Alegre conclui que essa é a força da candidata, porque "tem condições para derrotar qualquer candidato de direita".

Em comunicado enviado à Lusa, Maria de Belém anunciou na segunda-feira que informou o secretário-geral do PS, António Costa, de que vai candidatar-se à Presidência da República.

"Apresentarei publicamente a minha candidatura após as eleições legislativas de 04 de outubro", disse Maria de Belém.

Na mesma nota, Maria de Belém reconhece que a prioridade para PS, "neste momento, são as eleições legislativas", mas justifica o seu anúncio "para evitar especulações" e pelo respeito que lhe merecem as pessoas que lhe têm manifestado o seu apoio.

Numa reação ao anúncio de Maria de Belém, o secretário-geral do PS manteve a reserva sobre o apoio a um candidato à Presidência da República para depois das eleições legislativas.

"Será discutido no momento próprio. Cada coisa tem o seu momento próprio. Nem sabemos sequer o universo total de pessoas que se vão candidatar. Se tivéssemos tomado essa decisão há dois meses atrás, não poderíamos contar com Maria de Belém, que, pelos vistos, anunciou agora", afirmou António Costa na SIC Notícias.

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.