sicnot

Perfil

País

Um morto e seis feridos em acidente com carrinha com turistas na ilha do Corvo

Uma pessoa morreu e outras seis ficaram feridas hoje num acidente com uma carrinha com turistas na ilha do Corvo, nos Açores, disse à Lusa fonte da Proteção Civil regional.

Segundo a mesma fonte, na carrinha de nove lugares seguiam sete pessoas e uma delas, uma mulher, morreu na sequência de um despiste na estrada que liga Vila do Corvo ao Caldeirão.

Além de uma vítima mortal, há três feridos graves e outros três feridos ligeiros, acrescentou a fonte do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA).

Foram enviados para o Corvo duas equipas médicas, uma desde a Terceira e outra desde a ilha das Flores. No total, foram mobilizados três médicos, três enfermeiros e quatro bombeiros com formação pré-hospitalar, assim como um helicóptero da Força Aérea, ainda segundo o SRPCBA.

Todos os feridos têm nacionalidade portuguesa, estando por confirmar a origem da turista que morreu.

O Corvo, onde vivem 400 pessoas, é a ilha mais pequena dos Açores.

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.