sicnot

Perfil

País

Bloco de Esquerda lamenta desinvestimento na Justiça um ano após reforma judicial

A porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, disse esta quinta-feira que, um ano depois da entrada em vigor da reforma da Justiça, o caos tomou conta dos tribunais.

Catarina Martins criticou que o Governo tenha anunciado agora, em véspera de eleições, um investimento de 3 milhões em obras na Justiça, quando as necessidades do setor ascendem aos 70 milhões.

Catarina Martins criticou que o Governo tenha anunciado agora, em véspera de eleições, um investimento de 3 milhões em obras na Justiça, quando as necessidades do setor ascendem aos 70 milhões.

RICARDO CASTELO / Lusa

Acompanhada de Mariana Mortagua e Pedro Filipe Soares, a porta-voz do BE aproveitou a visita ao tribunal de Loures para lamentar o desinvestimento e a paralisação da Justiça, com atrasos nos processos judiciais que chegam aos seis meses.

No caso de Loures, os serviços continuam a funcionar nos contentores montados no exterior, até estarem concluídas as obras de ampliação do edifício principal.

Catarina Martins criticou ainda que o Governo tenha anunciado agora, em véspera de eleições, um investimento de 3 milhões em obras na Justiça, quando as necessidades do setor ascendem aos 70 milhões.

  • Novo ano judicial arranca com críticas dos magistrados e dos funcionários
    2:30

    País

    O novo ano judicial arranca com críticas dos magistrados do Ministério Público e dos funcionários.Um ano depois da reforma feita pelo governo, garantem que os tribunais estão piores e que as mudanças afastaram os cidadãos. Na agenda da justiça para os próximos meses há vários casos mediáticos, com José Sócrates à cabeça.

  • Polícia belga evita ataque em Antuérpia

    Mundo

    Foi hoje detido um homem que tentava conduzir a alta velocidade contra uma multidão numa zona comercial de Antuérpia, na Bélgica. O suspeito já foi identificado, é francês e tinha várias armas no carro.

    Em desenvolvimento

  • Neve corta estradas em Viseu
    2:04
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • As vantagens de comprar online
    8:03