sicnot

Perfil

País

Chuva forte corta estradas e provoca inundações nos Açores

Os Açores foram afetados pelo mau tempo, durante a madrugada. Até esta manhã, os grupos central e oriental estiveram em aviso vermelho por causa da chuva forte. O bombeiros foram chamados a 32 ocorrências na Terceira e em São Miguel. Várias estradas ficaram cortadas e algumas casas foram inundadas. Três pessoas foram assistidas por hipotermia. Esta manhã, a chuva abrandou e as equipas estão no terreno a ajudar as populações.

Rui Caria/SIC

Rui Caria/SIC

Os grupos central (Graciosa, S. Jorge, Faial, Pico e Terceira) e oriental (S. Miguel e Santa Maria) estiveram sob aviso vermelho, o mais grave de uma escala de quatro, desde as 01:00 (02:00 em Lisboa) e até às 08:00 locais (09:00 no continente) devido à previsão de precipitação forte.

Em declarações à agência Lusa, Barbara Castelo, responsável do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, adiantou que no início da noite e durante a madrugada de hoje registaram-se 32 ocorrências de pequena dimensão nas ilhas Terceira (grupo central) e S. Miguel (grupo oriental).

"Na ilha terceira houve registo de inundações e obstruções da via publica devido a problemas com esgotos e bueiros que foram rapidamente resolvidos. Em S. Miguel, a maior incidência foi nos concelhos de Nordeste e Povoação", adiantou.

Segundo Barbara Castelo, no Nordeste, algumas estradas ficaram interrompidas e duas habitações ficaram inundadas devido ao transbordo de ribeiras.

"Na zona da Pedreira , concelho do Nordeste, houve uma situação mais complicada com arrastamento de troncos para a via pública e uma habitação ficou danificada. No entanto, não há registo de vítimas, tivemos apenas três pessoas que entraram em hipotermia e pelos seus próprios meios ao centro de saúde e foram assistidas", contou.

A responsável indicou também que no concelho da Povoação algumas estradas ficaram inacessíveis.

"De momento já não chove e as equipas estão no local a ajudar as populações. A acompanhar a situação estão elementos da proteção civil, câmaras municipais, assistentes sociais e da Direção Regional das Floresta", sublinhou.

Além dos grupos central e oriental, também o ocidental (ilhas do Corvo e Flores) esteve sob aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, também devido à chuva forte entre as 01:00 e as 08:00 de hoje.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou também todo o arquipélago dos Açores sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de trovoada.

O aviso vermelho é o mais grave de uma escala de quatro e é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação meteorológica de risco extremo.

De acordo com o IPMA, o aviso laranja é o segundo mais grave numa escala de quatro e implica uma situação meteorológica de risco moderado a elevado.

Já o aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades que dependem do estado do tempo.

Com Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.