sicnot

Perfil

País

Quase 18 mil queixas na saúde, tempos de espera lideram reclamações

Quase 18 mil reclamações deram entrada na Entidade Reguladora da Saúde (ERS) entre janeiro e junho deste ano, com o tempo de espera a motivar o maior número de queixas dos utentes.

De acordo com este relatório referente ao primeiro semestre do ano, que é também o primeiro em que a ERS analisa as reclamações recebidas contra prestadores do setor público, nesse período entraram 19.820 processos, dos quais 17.823 (89,9%) eram queixas.

Chegaram ainda à ERS 2.027 elogios e louvores.

A maioria das reclamações (50,9%) foi proveniente de utentes da região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT), a qual também recebeu o maior número de elogios (55,7%).

Os serviços públicos de saúde foram objeto de mais queixas (66,3%), com os prestadores com internamento a serem os mais visados: 78,1% das reclamações do setor público e 74,1% das do setor privado.

"A temática mais recorrentemente assinalada nas reclamações é a dos tempos de espera (com 20,6% das ocorrências, em 25,1% dos processos de reclamação) particularmente os tempos de espera para atendimento clínico não programado", lê-se no relatório.

Os utentes queixaram-se também dos cuidados de saúde e segurança do doente (15,9% das ocorrências, em 19,3% das reclamações).

Em relação aos louvores, em 73,3% dos casos foram dirigidos a prestadores do setor público, nomeadamente à atividade clínica. Um terço dos louvores (33,9%) dirigiu-se ao pessoal clínico e 23,5% à organização dos serviços clínicos.

No primeiro semestre do ano a ERS arquivou 7.313 processos. "Em 76,2% das situações não houve necessidade de intervenção regulatória acrescida por parte da ERS, enquanto 3,3% dos processos foram objeto de intervenção supervisora adicional", lê-se no documento.

Em 2,1% dos processos "a situação foi ultrapassada por ação dos próprios prestadores, e 2% foram objeto de transferência para outras entidades (maioritariamente para ordens profissionais). Os restantes 16% foram liminarmente arquivados".

Lusa

  • Propostas para a Saúde
    10:39

    Novo Governo

    Um dos temas mais sensíveis é a saúde que, inevitavelmente, foi debatida hoje por Pedro Passos Coelho e António Costa, no Museu da Eletricidade, em Lisboa. Passos disse que "o Sistema Nacional de Saúde hoje tem mais qualidade, os indicadores de Saúde são melhores", mas Costa ripostou dizendo que "o que aconteceu no SNS foi precisamente o ir além da troika".

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália, divulgaram os média locais citando as equipas de socorro. As autoridades italianas admitem a existência de cerca de 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16
  • George H. W. Bush nos cuidados intensivos e mulher também hospitalizada

    Mundo

    O antigo Presidente dos Estados Unidos da América e a sua mulher estão hospitalizados em Houston, no Texas. George H. W. Bush foi admitido no sábado, devido a um problema respiratório derivado de pneumonia, enquanto Barbara Bush entrou esta quarta-feira no hospital, por sintomas de fadiga e tosse.

  • Nevão provocou corte de energia no centro dos EUA
    1:37

    Mundo

    Uma tempestade de neve no centro dos Estados Unidos da América provocou cortes no abastecimento de eletricidade, atrasos em voos e dificuldades na circulação rodoviária. Em Espanha, a descida das temperaturas levou à emissão de avisos em 30 províncias de norte a sul do país e deixou 27.700 alunos sem aulas em Valência.

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..